terça-feira, 2 de agosto de 2016

Amamentar é um desafio nem sempre possível

Postado por Letícia Murta às 00:47
Na semana da amamentação, eu quero falar com a mãe  que não  amamentou. Quero  te dizer,  querida, que não  foi sua culpa.  Não  interessa  se  você  não  conseguiu  ou não  quis amamentar.  Não  foi sua culpa. Nosso corpo se prepara para a amamentação.  Mas nossa mente, não.  Crescemos cercadas por  bonecas com mamadeiras e esse é  um dos maiores, senão  o maior, símbolo atribuído  aos bebês.  É  mais "natural" ver um bebê  na mamadeira do que no seio materno,  não  é  mesmo?

Isso fica no nosso inconsciente.  Depois que o bebê  nasce, estamos tão  frágeis,  inseguras,  debilitadas e no meio das dores  iniciais da amamentação  (o bico do peito rachado, o leite empedrado...) e do cansaço que amamentar um bebê  pequeno causa ( dormir? Nem pensar...), aparece sempre alguém  para dizer que seu leite é  fraco. Não  é  mesmo? "E se for verdade? E se meu bebê  chora tanto por fome?", você se pergunta. As dúvidas  te corroem. Até que, então, neste turbilhão  de insegurança, dor, desgaste físico e emocional, privação  de todas as suas necessidades  fisiológicas  e sociais, o médico  que você  escolheu para confiar a saúde  do seu filho  te fala: seu leite não  serve! Como ir contra? Faltam  forças, falta informação, falta apoio. Você  desiste. Você  sofre por isso, mas já  não é possível  amamentar. É o que você tem certeza. 

Você  abandona a amamentação e luta contra a culpa, mas começa  a encontrar julgamentos. Vê sites, blogs, outras mães apontando o dedo para os seus argumentos pelo insucesso na amamentação. A culpa aumenta, a mágoa, a defesa crescem. Não é isso que quero que sinta aqui neste espaço. Quero te abraçar forte e dizer que está tudo bem. Não deu certo e isso não te diminui como mãe. Não foi culpa sua e, embora os benefícios da amamentação sejam de fato inúmeros e comprovados, seu bebê não corre risco de vida, não vai adoecer no primeiro vento, não vai se sentir menos amado. 

Eu enfrentei tudo isso, sei bem como nos sentimos com tantos desafios para conseguir amamentar Já contei aqui a nossa história de amamentação. Eu tive sucesso e consegui amamentar por 1 ano e 8 meses. Mas nem por isso me sinto no direito de te julgar por não ter conseguido. Não me coloco superior a você. De forma alguma! E este post é apenas para te dizer que eu sei que você queria e que não deu conseguiu. 

Não ter conseguido amamentar tem inúmeras causas. Você sabe a sua razão. O que não impede que você tenha outros filhos e tenha sucesso em uma nova caminhada. Amamentar requer vontade da mãe. Vontade de brigar contra o sistema, de ignorar palpites, de buscar informações e garimpar pediatras que apoiem essa jornada. Se você está lendo este texto e sente dificuldades, mas quer amamentar, procure ajuda. Busque um profissional capacitado para te acolher e orientar. Leia muito, se empodere de informação. 

Descubra que amamentar não dói. Se tem dor, a pegada do bebê está errada. Saiba que não tem que marcar hora para amamentar. Livre demanda é a chave da amamentação. Entenda que o estômago do bebê é pequeno e ele vai precisar mamar muitas vezes e em outras ele vai mamar apenas sentir o aconchego do seu colo ou para suprir sua necessidade de sucção. É assim mesmo. Mantenha a calma! Seu leite não está fraco e ele não precisa de mais nada além da sua paciência e seu amor. Compreenda que os bebês vão acordar durante a noite e isso não tem relação com o leite que tomam. É uma fase e vai passar.

Nesta semana da amamentação venho aqui apenas para te oferecer o meu  abraço. Não leve para o lado pessoal toda a informação que incentive a amamentação. Você é uma mãe maravilhosa e fez o que foi possível fazer com as informações que tinha, no contexto que estava inserida. 

0 comentários :

Postar um comentário

O que você acha?

 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez