Passeando em família - EU CURTO SER MÃE

Passeando em família

Biblioteca Pública de Minas Gerais


Disponibiliza acervo atualizado de livros literários e informativos, revistas e jornais. Oferece ao público uma programação diferenciada, cujas atividades abrangem: oficinas literárias e de produção de textos; clubes e rodas de leitura; saraus; palestras; encontros de formação de mediadores de leitura; encontros com autores; leitura e narração de histórias. Todas as atividades são voltadas prioritariamente para crianças e jovens.
Todos os serviços e atividades são gratuitos. 
Serviço
Endereço: Praça da Liberdade, 21 , Funcionários.
Site: http://www.bibliotecapublica.mg.gov.br/index.php/pt-br/ 
Horários de Funcionamento:
- Coleções Especiais e Hemeroteca Histórica: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.
- Braille, Periódicos e Infanto-Juvenil: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h.
- Empréstimo, Passarela Cultural, Referência e Estudos e Sala de Estudos: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h; quinta-feiras das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 12h.
- Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães: de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 12h.
- Teatro José Aparecido de Oliveira: de acordo com a programação.

Biblioteca Pública Infantil e Juvenil
A Biblioteca Pública Infantil e Juvenil funciona no Centro de Referência da Juventude e oferece à população empréstimo de livros e gibis, jornais para leitura local, acesso à internet, oficinas literárias, rodas e clubes de leitura, narrações de histórias, saraus, encontros com escritores, debates sobre temas diversos . A Biblioteca é para todos e, como os livros, não tem idade. Bebês, crianças, adolescentes, jovens e adultos encontram à sua disposição milhares de livros para conhecer, imaginar, questionar, rir, chorar e tentar entender o mundo, que é tão grande.

Para fazer uma pesquisa no acervo online, basta acessar o link: http://bibliotecasfmc.pbh.gov.br

Serviço:
Centro de Referência da Juventude - Praça da Estação s/n°
Funcionamento: terça a sexta: das 9h às 19h. Sábados: das 9h às 14h
Contato: 3277-8658

Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB )
O prédio que abriga o CCBB Belo Horizonte, na Praça da Liberdade, teve sua construção iniciada em 1926. O arquiteto Luiz Signorelli, fundador da Escola de Arquitetura da Universidade de Minas Gerais, recebeu a incumbência de elaborar um projeto para as instalações da então Secretaria de Segurança e Assistência Pública, extinta justamente na data de inauguração do prédio, no dia 7 de setembro de 1930.

Inaugurado em 27 de agosto de 2013, o CCBB Belo Horizonte é resultado de uma parceria entre o Banco do Brasil e o Governo do Estado de Minas Gerais e integra o Circuito Liberdade, complexo de antigos prédios da administração pública que se tornaram espaços de cultura, artes e lazer, em um dos mais belos cartões postais da capital mineira. É a sexta instituição cultural mais visitada no Brasil e a 95º no mundo, de acordo com o ranking da publicação inglesa The Art Newspaper (abril/2014).

Serviço:
Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte
Praça da Liberdade, 450 – Funcionários
(31) 3431-9400
Funcionamento: de quarta a segunda das 10h às 22 horas

Espaço do Conhecimento UFMG

O Espaço do Conhecimento UFMG estimula a construção de um olhar crítico acerca da produção de saberes, contribuindo para o debate e a interlocução entre a academia e outros ambientes de formação. 

Fruto da parceria entre a UFMG, a operadora TIM e o Governo de Minas, o Espaço integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade, com uma programação sensível à diversidade e à multiplicidade cultural, explicitando o diálogo entre ciência e outros aspectos da vida cotidiana. É um museu dinâmico, que faz uso de recursos tecnológicos e audiovisuais em uma abordagem lúdica e interativa.

Um dos destaques do Espaço é o Terraço Astronômico. Nele, os visitantes podem observar o céu, com o auxílio de equipamentos e a orientação de especialistas em astronomia. Localizado no quinto andar, o terraço divide espaço com outra atração: o Planetário. A estrutura conta com o sistema digital Spacegate Duo e o projetor Skymaster ZKP4, ambos produzidos na Alemanha. Sua tecnologia faz com que o céu pareça real, tamanha a definição das imagens. O público tem uma visão 360º, experiência singular de cinema imersivo.

Diariamente, são realizadas sessões com produções audiovisuais e, semanalmente, projeções astronômicas comentadas. O Espaço do Conhecimento UFMG abriga também exposições temáticas. “Demasiado Humano”, exposição principal, trata a origem da vida, evolução e trajetória humana, abre portas para que o visitante saboreie a ciência como ela é feita – cheia de dúvidas, incertezas e constantes descobertas. Exposições temporárias também integram a programação, juntamente com debates, cursos e oficinas.

Do lado de fora, voltada para a Praça da Liberdade, o museu apresenta uma fachada digital. No período noturno são exibidas imagens que unem arte, ciência e experimentação, criando uma interface entre o museu e o espaço público.

Serviço:
Endereço: Praça da Liberdade, 700, Funcionários
Funcionamento:
Ambientes expositivos
De terça-feira a domingo, de 10h às 17h.
Aos sábados, de 10h às 21h.

Entrada gratuita

Sessões do Planetário:
De terça a domingo: às 13h, 14h*, 15h*e 16h
Aos sábados: às 13h, 14h, 15h, 16h, 18h, 19h, 20h.
*As sessões de 14h e 15h, de terça a sexta-feira, são reservadas aos grupos agendados.

Mais informações: (31) 3409-8350

Memorial Minas Gerais - Vale

Destacar o patrimônio cultural e histórico mineiro como importante fonte de experiências e emoções - esta é a proposta do Memorial Minas Gerais - Vale. O espaço reúne manifestações contemporâneas, populares e folclóricas, que instigam o visitante a conhecer um pouco mais sobre a história e as características do Estado.
O Memorial integra o Circuito Liberdade.

Serviço:
Endereço: Praça da Liberdade, s/nº - Funcionários
Complemento: Esquina com Rua Gonçalves Dias 
Telefone: 31 3343-7317
31 3308-4000

Horário de Funcionamento: 3ª, 4ª, 6ª e sáb. das 10h às 17h30, com permanência até às 18h, 5ª das 10h às 21h30, com permanência até às 22h, dom. das 10h às 15h30, com permanência até às 16h, Feriados: Consultar horários especiais

A entrada é gratuita. Para visitas guiadas de grupos e escolas é necessário o agendamento através do telefone (31) 3343-7317.

A exemplo de importantes estádios no mundo, como o San Siro (Milão), Camp Nou (Barcelona) e La Bombonera (Buenos Aires), o Mineirão conta com um museu destinado ao futebol.

Museu Brasileiro do Futebol (MBF)
Com a proposta de ser um diferencial e um atrativo a mais para o público esportivo, turistas e visitantes, o Museu Brasileiro do Futebol é o primeiro do gênero, totalmente voltado para o futebol, em Belo Horizonte.
Além da importância histórica e patrimonial da edificação, visitar o museu significa percorrer a história do esporte e vivenciar emoções e experiências que só o futebol pode proporcionar. 
Muito além de um local para contemplação, o Museu Brasileiro do Futebol é um espaço para experimentar a emoção e a paixão dos brasileiros pelo esporte mais popular do planeta.
O museu integra o complexo de lazer da Pampulha, proporcionando novas formas de entretenimento e educação para a população e para o turista.

Serviço:
Endereço: Avenida Coronel Oscar Paschoal, s/n - Pampulha
Complemento: Portão G2 
Telefone: 31 3499-4390 / 31 3499-4312 /31 3499-4375
Horário de Funcionamento: 3ª das 9h às 20h, 4ª a 6ª das 9h às 17h, sáb. e dom. das 9h às 13h (não há visitação em dias de jogos)
Taxa de visitação: a consultar.



Museu das Minas e do Metal- Gerdau

O Museu das Minas e do Metal foi implantado no prédio da antiga Secretaria de Estado da Educação e abriga importante acervo sobre mineração e metalurgia, documentando duas das principais atividades econômicas de Minas. O Museu utiliza, de forma lúdica e criativa, da tecnologia de ponta para mostrar o universo das rochas, os processos de transformação dos minérios e a importância deles para a vida humana e o desenvolvimento social, econômico e cultural. Em ambientes virtuais, os visitantes podem interagir com os espaços criados para permitir intensa vivência pelo mundo dos metais.
O edifício foi totalmente restaurado e adequado com projeto arquitetônico de Paulo Mendes da Rocha e projeto museográfico de Marcello Dantas. O espaço incorporou o acervo do Museu de Mineralogia Djalma Guimarães e tem patrocínio da Gerdau.
O MM Gerdau integra o Circuito Liberdade.
Ao visitar o MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal, não deixe de conferir a atração "Mina de Morro Velho". Trata-se de um verdadeiro resgate do passeio de Dom Pedro II e da Imperatriz Teresa Cristina à Mina de Morro Velho, em Nova Lima, feito em um elevador virtual que desce até 2.450 metros de profundidade na companhia dos ilustres monarcas.

Serviço:Endereço: Praça da Liberdade, s/n° (Complemento: Prédio Rosa ) - Funcionários
Telefone: 31 3516-7200Horário de Funcionamento: 3ª a dom. das 12h às 18h, 5ª das 12h às 22h, Feriados: consultar horários especiais

Museu de Arte da Pampulha (MAP)
Projetado para ser um cassino no início da década de 1940, durante a administração do prefeito Juscelino Kubitschek, o prédio que abriga hoje o Museu de Arte da Pampulha (MAP) foi o primeiro projeto de Oscar Niemeyer para o Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Sua concepção foi influenciada pelos princípios funcionalistas do arquiteto Le Corbusier. Os jardins que circundam o prédio, criados pelo paisagista Roberto Burle Marx, têm como característica principal sua composição de formas sinuosas, com grandes blocos ou manchas de cores, construídas com espécies da nossa flora brasileira. Ao paisagismo de Burle Marx foram incorporadas as estátuas de Ceschiatti, Zamoiski e José Pedrosa.
Tão logo foi inaugurado, na década de 1940, o local passou a atrair jogadores de todo o Brasil, transformando a vida noturna de Belo Horizonte, movimentando uma região que não era tão povoada. Com a proibição do jogo no Brasil em 1946, o prédio do Cassino esteve fechado por cerca de dez anos. Em 1957 foi criado o Museu de Arte. Datam dessa época as primeiras doações de obras que hoje compõem o acervo do Museu. Destacam-se trabalhos de Alberto da Veiga Guignard, Emiliano Di Cavalcanti, Ivan Serpa, Tomie Ohtake, Franz Weissman e Amilcar de Castro, além de uma significativa coleção de gravuras brasileiras, que conta com importante produção de Oswaldo Goeldi. Outra parte da coleção é procedente dos prêmios dos Salões de Arte, que tiveram grande repercussão e influência nas décadas de 1960 e 1970. O acervo com cerca de 1.500 obras é mostrado ao público periodicamente, em exposições produzidas para espaços culturais da Capital e de outras cidades mineiras. O Museu é tombado nas esferas municipal, estadual e federal.
O MAP oferece continuamente visitas orientadas, técnicas e mediadas, incluindo também oficinas, atividades e exercícios práticos, encontros e conversas com artistas e convidados.
Serviço:Endereço: Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16585 - Pampulha Telefone: 31 3277-7946 / 31 3277-7996 E-mail: map.fmc@pbh.gov.br  Horário de Funcionamento: 3ª das 9h às 21h, 4ª a dom. das 9h às 18:30 h.

Museu de Artes e Ofícios
Uma fascinante viagem no tempo. O Museu de Artes e Ofícios – MAO é um espaço cultural que abriga e difunde um acervo representativo do universo do trabalho, das artes e dos ofícios no Brasil. Um lugar de encontro do trabalhador consigo mesmo, com sua história e com seu tempo.
A coleção que deu origem ao museu, com peças originais dos séculos XVIII ao XX, foi iniciada há cerca de 50 anos. A observação do acervo revela que, mesmo quando desenvolve uma peça voltada para suprir uma necessidade de trabalho, o homem usa sua capacidade criativa e se expressa com arte e sensibilidade.
O local escolhido para a implantação do museu foram os edifícios tombados da antiga Estação Ferroviária, no centro de Belo Horizonte. Foi inaugurado em 14 de dezembro de 2005, ocupando um espaço de mais de 15.000 m² – sendo mais de 9.200 m² de área construída – com a abertura ao público em 10 de janeiro de 2006. Sua implantação fortaleceu o processo de requalificação do Hipercentro de Belo Horizonte, em consonância com as realizações da Prefeitura Municipal e do Governo do Estado, tornando-se um ganho artístico-cultural para Minas Gerais e para o País. Um túnel que liga as duas partes do museu tem em suas paredes os nomes de todos os trabalhadores da reforma para a implantação do museu.
Serviço:Endereço: Praça Rui Barbosa, 600 - CentroComplemento: Praça da Estação Telefone: 31 3248-8600Horário de Funcionamento: 3ª das 09h às 21h, 4ª a dom. e feriados das 9h às 17hEntrada: Gratuita.

Museu de Ciências Naturais - PUC Minas
Uma aventura no tempo. Fósseis de mamíferos, carapaças de tatu e réplicas de grandes dinossauros são algumas das atrações expostas na rica coleção de paleontologia do museu. Entre outras diversões, você pode explorar a réplica de uma caverna e acompanhar as primeiras escavações nas cavernas mineiras do século XIX, na mostra sobre o pesquisador dinamarquês Peter Lund.
Serviço:Endereço: Avenida Dom José Gaspar, 290 (Complemento: Prédio 40 ) - Coração EucarísticoTelefone: 31 3319-4152Horário de Funcionamento: 3ª a 6ª, sáb. e feriados das 9h às 17h, 5ª aberto até as 21 horas

















* Fonte: PBH

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você acha?