EU CURTO SER MÃE

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Congelar óvulo é alternativa para maternidade

13:32 0
Congelar óvulo é alternativa para maternidade
Uma das principais causas da infertilidade feminina está relacionada ao envelhecimento dos óvulos. A gravidez tardia tornou-se uma realidade e acompanha uma tendência comportamental e cultural entre as mulheres de todas as classes sociais no mundo. O adiamento da gestação está relacionado a fatores como priorizar o crescimento profissional, a necessidade de tratamentos de saúde ou, até mesmo, a espera pela pessoa ideal. O que muitas mulheres não sabem é que, após os 35 anos, a quantidade e a qualidade dos óvulos diminuem, reduzindo assim as chances de uma gravidez natural.

De acordo com o Dr. Ricardo Marinho, ginecologista especializado em reprodução assistida da clínica Pró-Criar, um feto do sexo feminino tem em torno de sete milhões de óvulos ainda no útero da mãe. Ao nascer, esse número cai para aproximadamente dois milhões e, após a primeira menstruação, este número já está reduzido a cerca de 300 mil. Por volta dos 40 anos, a mulher já gastou cerca de 75% de sua reserva. “É uma questão biológica e muitas pacientes desconhecem essa realidade e acreditam que não terão dificuldade para engravidar quando assim decidirem. Além disso, não imaginam que os riscos de abortos e malformações sobem consideravelmente com o avanço da idade”, explica.

Ainda segundo o especialista, entre os 20 e 30 anos, a mulher está em seu ápice fértil. Nessa idade, apenas 3,5% delas apresentam problemas de infertilidade. Contudo, após os 35 anos a fertilidade já começa a reduzir drasticamente e a chance mensal de engravidar de forma natural entre os 38 e 40 anos, por exemplo, cai para 10%. Após os 45 anos, essa taxa é de 1% apenas.

Congelamento de óvulos

Para as mulheres que não abrem mão de adiar a gravidez, uma possibilidade de preservar a fertilidade é o congelamento de óvulos. Conforme explica o Dr. Marinho, é possível coletar o gameta feminino ainda saudável e usá-lo quando a mulher decidir que é o melhor momento para engravidar. Isso porque, se ela congelar os óvulos até os 35 anos, mesmo que venha a descongelá-los e tentar engravidar aos 40, a chance de gravidez por fertilização in vitro é semelhante à de quando os congelou. “O congelamento mantém as chances de gravidez em torno de 50% por tentativa, em detrimento dos 25% relativos à gravidez de uma mulher de 40 anos ao se submeter ao tratamento de fertilização in vitro com os óvulos obtidos neste momento ”, ressalta o médico.

É possível também congelar óvulos após os 35 anos, apesar das chances serem menores, sendo uma alternativa para mulheres que não puderam fazer este procedimento antes. Embora o congelamento seja uma opção interessante, é importante ressaltar que o procedimento, mesmo realizado em mulheres jovens, não garante uma futura gestação, assim como qualquer tratamento na área de reprodução humana.

O congelamento de óvulos também é indicado para mulheres ainda jovens que apresentam doenças como alguns tipos de câncer ou auto imunes, cujo tratamento causará uma diminuição da reserva ovariana , e também outras  doenças benignas que na sua evolução possam comprometer a função ovariana.

Apesar de o tempo se mostrar implacável com relação à fertilidade feminina, o especialista da Pró-Criar destaca que é possível se preparar fisicamente e psicologicamente para conseguir engravidar com mais idade. “Algumas ações simples podem ser importantes para a conservação dos óvulos das mulheres, como visitar um ginecologista periodicamente, ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos, evitar fumar, consumir bebidas alcoólicas, anabolizantes e outras drogas que afetam a qualidade dos óvulos”, finaliza.

Nutrindo o cabelo de dentro para fora

11:47 0
Nutrindo o cabelo de dentro para fora



Tinha um tempo que eu estava querendo fazer luzes em meu cabelo. Mas e o medo dele ficar todo quebrado e sem vida? Por isso, comecei a tomar o HG Complex para nutrir meu cabelo de dentro para fora.

Deixa eu contar para vocês como funciona. São duas cápsulas que devem ser tomadas juntas, todos os dias! O HG Complex atua na nutrição da raiz e haste do pelo, promovendo uma melhora no crescimento capilar, no fortalecimento, nutrição e brilho dos cabelos.

Essas cápsulas juntas contém ômega 3 com DHA de 220, vitaminas A, B1, B2, B6, B12, C, D. Tem também biotina, niacina, ácido pantotênico, ácido fólico, ferro, zinco, cobre, cromo e selênio. É um produto 100% naturais e não apresenta efeitos colaterais.

O HG Complex é tão bom que você pode usar por 30 dias e se não tiver resultados, tem o valor que pagou reembolsado.

Precisando de uma força no cabelo? Clique aqui e garanta o seu!.
.
#Publi

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Carro de mãe

11:49 0
Carro de mãe



Ahhhh, carro de mãe.... Quem se identifica? Só que tem um limite pra sujeira, né, gente? Além de desagradável, faz mal para a saúde. Por isso chamei a @deixaqueeulimpo para me ajudar.

Além dessa imundice visivelmente aparente, o estofado do carro acumula ácaros (assim como em sofas, colchões...). E somente uma limpeza profissional para eliminar tudinho!

Aproveitei que Lola entrou de férias e deixei o carro limpinho!  E eu trouxe um desconto para vocês! Falando que viu por aqui a indicação do @deixaqueeulimpo , você ganha 10% de desconto . Vale para likpeza de qualquer estofado! Aproveitem!! .
.

*publipost

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Mitos e verdades sobre a fertilização in vitro

16:36 0
Mitos e verdades sobre a fertilização in vitro

Há casais que sofrem de problemas de saúde que podem causar infertilidade. Isso faz com que tenham dificuldades em engravidar, mesmo quando a mulher ainda está em seu período reprodutivo. Nesses casos, é possível recorrer a técnicas de reprodução assistida, sendo a FIV (fertilização in vitro) a mais realizada no mundo devido às suas altas taxas de sucesso.
Contudo, em se tratando de uma inovação na área de medicina, a FIV também gera uma série de questionamentos. Os especialistas em reprodução humana, Dr. Marcos Sampaio e Dr. Selmo Geber, médicos da Clínica Origen, desvendam alguns mitos sobre o procedimento e as principais dúvidas ao se tratar do tema.
*Para esclarecer ou explorar algum ponto, estão disponíveis para entrevistas
A fertilização in vitro pode ser feita em qualquer idade
Mito. Indica-se, hoje, que as mulheres devam tentar a técnica até os 43 anos de idade, pois a viabilidade do embrião se reduz significativamente a partir desse momento. Entretanto, há casos de mulheres que, mesmo após os 43, conseguiram engravidar pelo procedimento de FIV.
Quanto mais embriões utilizar, maiores as chances de sucesso
Mito. A taxa de sucesso depende diretamente da qualidade do óvulo, que por sua vez está relacionada à “idade do óvulo”. Quanto mais jovem, maiores as chances de sucesso, independentemente do número de embriões. Por isso, mulheres mais jovens tem menos embriões transferidos.
É possível avaliar a fertilidade pelo ultrassom transvaginal
Verdade. Esse exame é essencial para verificar os órgãos reprodutores femininos. Isso porque é possível identificar os ovários e o útero. Por meio dele também é possível avaliar a reserva ovariana da mulher fazendo a contagem de folículos antrais. Dessa forma, ele auxilia na investigação e no tratamento da infertilidade.
Inseminação Artificial e Fertilização In Vitro são os mesmos procedimentos com nomes diferentes
Mito. Fertilização in vitro consiste na junção do óvulo com espermatozoide em laboratório (in vitro) e posterior transferência do embrião já formado para o útero. Inseminação artificial é a transferência intrauterina do sêmen preparado no momento da ovulação, após estímulo hormonal adequado (a fecundação ocorre naturalmente no organismo da paciente). As duas técnicas têm indicações específicas, avaliadas pelo médico especialista.
A fertilização in vitro pode ser usada para prevenir as doenças hereditárias?
Verdade.  A FIV pode prevenir doenças hereditárias. Os futuros pais, sabendo da existência de alguma doença genética, podem recorrer à seleção de embriões sem os genes responsáveis pela doença.  Ao optar pelo diagnóstico genético pré-implantacional, a chance de desenvolver a doença avaliada é muito inferior. Quando os futuros pais sabem de alguma doença genética na família, podem recorrer à técnica de seleção de embriões, por meio da qual são escolhidos aqueles que não possuem o gene portador do mal que aflige a família.
A técnica é indicada apenas para mulheres com alterações tubárias
Mito. Casais com dificuldades para engravidar podem recorrer a esse procedimento mediante indicação médica. As razões que levam diversas pessoas a procurar pelo método são muito mais amplas, podendo incluir, inclusive, problemas de fertilidade por parte do próprio homem, como baixa contagem de espermatozoides e casais homossexuais que buscam por alternativas para formar uma família.
O bebê gerado pela fertilização in vitro é menos saudável
Mito. A diferença entre a fertilização natural e a in vitro acontece apenas até o momento da fecundação, já que o restante da gestação ocorre de maneira normal, no útero da mãe ou barriga de aluguel. Isso significa que o bebê gerado por esse método tem as mesmas chances de se desenvolver de forma saudável e normal quanto qualquer outro.
A fertilização in vitro funciona 100% das vezes
Mito. Não há como prover tal garantia, pois a implantação depende de uma série de fatores, principalmente da idade da mulher provedora do óvulo. Porém, em muitos casos, essa é a melhor chance do casal.
No Brasil já é possível pagar por uma barriga de aluguel
Mito. No Brasil a “barriga de aluguel” (útero de substituição) não tem caráter financeiro. Tal prática tem caráter altruísta e é permitida entre parentes ou em casos especiais autorizados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).


terça-feira, 22 de outubro de 2019

Aula particular em Belo Horizonte

12:45 0
Aula particular em Belo Horizonte

Fim de ano chegando, provas finais se aproximando. E como estão as notas da garotada por aí?

Nós, mães, acabamos nos cobrando muito! E nem sempre conseguimos oferecer a ajuda que nossos filhos precisam.

Para ajudar nas dificuldades com algumas matérias, nada melhor do que contar com reforço escolar individualizado.

Mas como escolher um bom professor individual, com segurança para ia à sua casa? A Luma Escola facilita todo esse processo, contando com um time de profissionais capacitados e prontos para entender a necessidade de cada aluno.

Eu testei e aprovei! E agora quero que você também conheça a Luma. Entrando no site e usando o cupom "letsmurta" você vai ganhar uma aula experimental.

Clique aqui e aproveite, pois é por tempo limitado!!! Ajude seu filho q superar essa etapa, proporcionando o suporte que ele precisa para desenvolver a sua capacidade com tranquilidade.

* Postagem patrocinada pela LUma Escola

sábado, 19 de outubro de 2019

Dicas de passeio em Belo Horizonte

12:16 0
Dicas de passeio em Belo Horizonte

Nada mais gostoso do que sair com a criançada para passear. Mas nem sempre sabemos o que fazer, não é verdade? Quer dicas de roteiros super legais em BH e região? Clique aqui ou envie uma mensagem no whatsapp 31 99979 3261 e peça para receber nossas dicas gratuitamente. Nunca mais seus finais de semana ficarão sem programação!

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Sawunona, uma palavra para colocar em prática

10:19 0
Sawunona, uma palavra para colocar em prática

Sawubona! Você sabe o que isso significa? Em algumas regiões da África do Sul essa é um saudação muito usada. Quer dizer: "Eu vejo você". É uma maneira de tornar o outro visível, de aceitá-lo como ele é, com suas virtudes, peculiaridades e defeitos.

Em resposta a essa saudação, as pessoas respondem “shikoba”, que quer dizer "então eu existo para você". Ao aplicar o sawubona na nossa cultura significa que toda a nossa atenção está com o outro. Eu vejo você e me permito descobrir suas necessidades, seus medos, aprofundar em seus erros e aceitá-los. É como se eu dissesse : eu aceito você pelo que você é e você faz parte de mim.

Sawubona é a palavra que diz respeito a oferecer a nossa confiança para o outro, e enfatizar que nossa atenção está com ele. É fazê-lo alcançar nosso autêntico desejo de compreendê-lo.

Poucas coisas são tão importantes quanto tornar o outro visível. E isso não tem nenhuma relação com ver com os olhos. É ver com a alma.
Vamos aprender a “ver”, prestar atenção ao outro, a praticar a sawubona.

Eu vejo você, eu te aceito como é!

Acha que é capaz?

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Exame detecta perda auditiva em bebês

11:53 0
Exame detecta perda auditiva em bebês

A audição começa a ser desenvolvida antes do nascimento. É por volta do quinto mês de gestação que o bebê começa a escutar a mãe cantando e o pai conversando com ele através da barriga. Isso reforça o fato da audição ser um dos sentidos mais importantes para o desenvolvimento da criança. Qualquer perda na capacidade auditiva, mesmo que pequena, impede o recebimento de informações sonoras essenciais para a fala e prejudica o desenvolvimento da linguagem e da aprendizagem.

Em pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de 2013 a 2015, a surdez ocupou o quarto lugar na lista de doenças. Ela é considerada a primeira deficiência com mais impacto no índice de qualidade de vida da população, mais do que deficiência visual, de locomoção e outras 345 doenças. Isso levou a OMS a colocá-la como uma de suas cinco prioridades para este século. 

Popularmente conhecido como o Teste da Orelhinha, a Triagem Auditiva Neonatal é um exame gratuito, assegurado por lei desde 2010, mas que muitos ainda desconhecem. Principalmente os pais que têm filhos fora da maternidade. De acordo com o Conselho Federal de Fonoaudiologia, o teste é realizado com o objetivo de detectar precocemente perdas auditivas no recém-nascido e as crianças nascidas fora do ambiente hospitalar, devem fazê-lo antes de completarem 3 meses de vida.

Para os pais preocupados, a supervisora de audiologia da Telex Soluções Auditivas, Amanda Faria, explica que “trata-se de um exame rápido, indolor, realizado por um fonoaudiólogo ou médico, enquanto o bebê está dormindo. Para a realização do exame, o profissional introduz na orelhinha do bebê uma sonda, que emite estímulos sonoros e capta a resposta da orelha a este estímulo. Todo o exame dura cerca de 5 minutos e não causa desconforto ao bebê, tendo visto que ele permanece dormindo durante todo o processo.”

Estudos mostram que há diferentes graus de deficiência auditiva e são raros os casos em que não há tratamento, principalmente quando detectado e tratado no início. As causas podem ser malformações congênitas, doenças genéticas e doenças infecciosas que atingem as gestantes, como rubéola e toxoplasmose.

terça-feira, 27 de agosto de 2019

A vida é um sopro

12:20 0
A vida é um sopro

"Ser mediocre é viver na zona franca da existência". A frase é da, agora saudosa, Fernanda Young.

Hoje se foi a mãe, mulher, escritora, sábia e irreverente Fernanda Young, aos 49 anos. Morreu assim, num susto.... e toda vez que morre alguém dessa maneira, eu paro pra pensar.

É que a gente acha que só vai morrer bem velhinho, lá num futuro distante, e vai traçando os caminhos contando com um tempo que não temos certeza de que irá existir.

A gente deixa de ser feliz, planejando o amanhã. Mas quem foi que disse que vai haver amanhã?

Não sabemos quanto tempo nos resta. Não temos como garantir que haverá tempo para tantos planos.

A morte de alguém jovem é um alerta pra quem fica: só existe o hoje!!!! Aproveite o que tiver que aproveitar! Abrace seus amigos, sua família, a pessoa que você ama. Seja feliz hoje, porque se o amanhã não chegar, tudo o que você vai levar é o que viveu!

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Orange is The New Black

21:56 0
Orange is The New Black

A gente vê nos noticiários o drama dos imigrantes ilegais nos EUA, mas será que temos a dimensão do horror que está acontecendo?

Terminei a sétima, e última, temporada de Orange is the New Black, e fiquei pensando nos tantos temas abordados e em como isso tudo tem relação com o que falo por aqui e com as mulheres e mães que me seguem. Muito além de mostrar criminosas, a série humaniza as detentas e desenha o que está por trás da pena que estão cumprindo.  Orange aborda a complexidade humana, evitando maniqueísmos para apontar o que move a conduta daquelas pessoas.

OITNB fez sucesso com elenco e equipe de produção formados majoritariamente por mulheres, que escancarou por meio da metáfora da prisão todas as formas onde o lugar feminino, LGBT e latino é constantemente questionado.

Eu poderia escolher para falar aqui sobre tantos temas que são pertinentes: suicídio, drogas, abandono afetivo, neurodiversidade, velhice, maternidade e sororidade.  OITNB além de mudar a forma como vermos séries (foi a primeira a lançar todos os episódios de uma só vez nos permitindo maratonar), foi a série mais assistida da Netflix. Você tem ideia de quantas pessoas viram e qual o legado que ela deixa?

E embora não tenha como proposta apresentar soluções para os problemas, faz as pessoas discutirem essas questões e responderem emocionalmente.

Na temporada final foi abordado um tema muito atual: os imigrantes ilegais! Eu tenho certeza de que você já viu alguma imagem mostrando crianças separadas de seus pais e mantidas dentro de jaulas em centros de detenção. As irregularidades incluem desde crianças sem atenção médica adequada até a falta de camas, que obriga muitos a dormirem no chão. Os Centro de Internamento de Estrangeiros (ou ICE) são ainda mais desumanos do que as prisões, negando os direitos mais básicos. Foi impossível conter as lágrimas ao ver crianças diante de um tribunal sem a presença de um advogado ou seus pais, como se fossem criminosos.

Orange se despediu lançando mais uma camada complexa no debate sobre como a sociedade exclui quem não se enquadra. Se fosse somente ficção, ainda seria amargo assistir. Mas é real! Está acontecendo! E o que podemos fazer?


quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Cuidados na gestação

15:46 0
Cuidados na gestação



Dia 15 de agosto é comemorado o Dia da Gestante. A data, que faz parte do calendário Nacional da Saúde, foi criada para lembrar da importância do cuidado e da assistência à mulher durante esse importante período da vida. O acesso aos serviços de saúde durante a gestação são cruciais para garantir a saúde da mãe e do bebê, e podem ser o fator decisivo para que ocorra tudo bem durante a gravidez, o parto e o pós-parto.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 830 gestantes morrem todos os dias no mundo em decorrência de alguma complicação relacionada à gravidez e ao parto. A redução das mortalidades materna e infantil é um desafio mundial e mobiliza órgãos e entidades de saúde em campanhas de conscientização sobre a importância do pré-natal e do acompanhamento adequado durante a gestação.

Segundo a médica e diretora técnica do Laboratório Lustosa, Luisiana Vieira, os exames pedidos durante o acompanhamento do pré-natal são uma estratégia muito eficaz de prevenção de doenças e de possíveis complicações que poderiam agravar o quadro de saúde tanto da mãe quanto do bebê.

“Durante o acompanhamento de pré-natal, são solicitados importantes exames para avaliar as condições de saúde da mulher e da criança que está sendo gestada. Cada procedimento avalia uma função ou pode identificar uma alteração específica. Se realizados no período certo e conforme a orientação do médico, os procedimentos ajudam a detectar alterações precocemente e evitar o desenvolvimento de muitas doenças”, explica.

Além dos exames para atestar a saúde física da mulher, aspectos socioculturais também podem influenciar no andamento de uma gravidez. Por isso, a OMS recomenda que a mulher faça pelo menos oito visitas ao médico durante a gestação para a garantia de uma experiência positiva para a gestante e a criança. Mas eu, particularmente, acho fundamental um acompanhamento mensal e, na fase final da gravidez, ter consultas semanais. 

Abaixo você confere os exames laboratoriais e vacinas indicados para a gestante e quais suas indicações. Importante deixar bem claro que o ultrassom JAMAIS DEVE SER NEGLIGENCIADO e que o ultrassom com doppler salva vidas! Peça seu obstetra solicitar sempre com doppler, para garantir que a a vitalidade fetal e conseguir ter um controle de perto da circulação e oxigenação. 

Se você tem histórico de abortos recorrentes, casos na família de pré-eclampsia, parto natimorto e problemas circulatórios, procure saber sobre trombofilia na gestação


Exames laboratoriais



       Tipagem sanguínea e fator Rh

Esses exames permitem verificar o tipo e o fator sanguíneo da gestante. Essa pesquisa é importante para investigar a possibilidade de incompatibilidade entre o fator sanguíneo dela e do bebê.

       Hemograma

Permite verificar se a gestante está com anemia ou infecções. Também avalia se há deficiência de plaquetas importantes para a coagulação sanguínea.

       Glicemia e curva glicêmica - Teste oral de tolerância à glicose

Servem para dosar os níveis de açúcar no sangue e para diagnóstico de diabetes e diabetes mellitus gestacional.

       Exame de urina e urocultura

Avaliam a função renal, além de detectar possíveis infecções e outras doenças que provocam a perda de proteína pela urina.


       Sorologia para Sífilis e VDRL


Servem para diagnosticar a sífilis, doença que aumenta o risco de parto prematuro e prejudica o crescimento intrauterino.

       HIV 1 e 2

Atesta se a gestante é portadora do vírus HIV O teste é importante pois, caso o resultado seja positivo, o médico recomendará medidas para evitar a transmissão da mãe para a criança.

       Testes para hepatite B (HBsAg) e Hepatite C (anti-HCV)

Verificam se a mãe possui a doença que pode causar malformações no feto.

       Sorologia para rubéola e toxoplasmose

Permite o diagnóstico das duas doenças. Para a rubéola não existe tratamento durante a gravidez, no entanto, a toxoplasmose pode ser tratada, o que ajuda a prevenir malformações fetais.

       Pesquisa de estreptococo do grupo B

Atesta se a mãe possui a bactéria do tipo pesquisado. Em caso de resultado positivo, uma série de medidas podem ser adotadas para impedir que a criança tenha contato com o bactéria o que poderia causar várias doenças, incluindo meningite e pneumonia.

       Teste de malária (Para gestantes da região Amazônica)

Verifica se a gestante possui a doença. É indicado apenas para a região Amazônica.

Vacinas


- Gripe: recomendada para todas as gestantes.

- Antitetânica (dT): protege mãe e filho contra o tétano. A gestante que já recebeu a vacina, mas que a última dose tiver sido aplicada há mais de 5 anos, deve receber uma dose de reforço. A gestante não vacinada deve receber a imunização completa.

- Hepatite B: Se não tiver sido vacinada, a gestante deverá tomar as três doses da vacina.


*Fonte: Ministério da Saúde/Caderneta da Gestante e OMS (Organização Mundial de Saúde)

terça-feira, 30 de julho de 2019

Tempo em abundância

21:01 0
Tempo em abundância
Como você mede o tempo? Em horas? Meses? Anos? Os adultos usam ferramentas e códigos para medir e muitas façanhas para tentar controlar o tempo.

Desde quando éramos pequenos, nos acostumamos com ter o tempo cortado, restringido, limitado. "Ande mais rápido", "não temos tempo", "vamos nos atrasar", "hoje não é dia de disso"... ⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Passamos a ter a ideia de que o tempo é escasso e ainda nos disseram que ele é dinheiro. Mas como bem pontuou o sociólogo Antônio Cândido: “o tempo é o tecido das nossas vidas”. 
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
É assim que a criança compreende o tempo. Para ela, esse não é medido em dias ou horas, mas de vida! A infância precisa de tempo em abundância!

terça-feira, 16 de julho de 2019

Turismo onde nasceu

21:20 0
Turismo onde nasceu

Você costuma fazer turismo em sua própria cidade?

Já reparou que quando viajamos, andamos com prazer por todo lado, descobrindo cantos especiais, explorando a cidade que estamos?

Mas na cidade que moramos costumamos passar com pressa, sem observar o que tem ao redor.

Outro dia fui passear com Lola no centro de Belo Horizonte. Corriqueiro para alguns, mas pra ela foi uma novidade. Andamos com calma, observamos alguns prédios, entramos na Igreja São José, comemos em uma lanchonete e fizemos compras em uma lojinha se bugigangas.

Por fim, voltamos de ônibus. Viemos contando caso, olhando as edificações. Esse ponto foi muito importante, porque como normalmente ela anda comigo dirigindo, não consigo desfocar a atenção. 
Simples, mas, para ela, foi um passeio sensacional!

Você conhece a sua cidade? Me conta aqui um lugar que você ainda não foi, mas pretende ir.

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Criança e meio ambiente

14:50 0
Criança e meio ambiente

Hoje é Dia do Meio Ambiente.  E o que você tem feito para sua preservação? Sabemos que grandes indústrias são os maiores responsáveis pela destruição da natureza. Mas nós deixamos nossas marcas também.

Cuidar do meio ambiente envolve muito mais do que apenas perceber e olhar a natureza, é preciso participar.

A consciência ambiental é a capacidade do ser humano em se enxergar como parte da natureza. Tal percepção proporciona experiência e apropriação do espaço. Dessa forma, quando bem desenvolvida, essa consciência faz com que a pessoa perceba-se como integrante do ecossistema, desempenhando funções essenciais para a sobrevivência e manutenção da flora e fauna.

Incentivar essa habilidade nas crianças é essencial para proporcionar um futuro em que a interação humana com o meio ambiente possa ser menos prejudicial e impactante. ⠀

Quando são compreendidos os reflexos de algumas atitudes, repensarmos  os nossos hábitos.

Vamos incentivar o consumo consciente, a reciclagem, a troca,. Pequenas mudanças, como abandonar os canudinhos ou abrir mão de um copo plástico, fazem diferença. É um trabalho de formiguinha, mas cabe a nós, mães e pais, ensinar e dar o exemplo para que as futuras gerações gerem menos impacto ao meio ambiente. 

Que tal  ser a mudança que você tanto quer? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Milho Verde (MG) com crianças

21:48 0
Milho Verde (MG) com crianças

Com cerca de 2 mil habitantes, Milho Verde é daqueles vilarejos que a gente visita e dá vontade de não ir embora mais. Próximo a Diamantina, pertence a Serro e fica a pouco mais de 300 km de Belo Horizonte. É um lugar para descansar e repor as energias em meio a tranquilidade da natureza.

Fomos pela BR 040 em direção a Sete Lagoas, passando por Curvelo e Serro em estrada asfaltada. Dali até Milho Verde, são 25 km de estrada de terra. Outra opção é via MG 10, passando pela Serra do Cipó e Conceição do Mato Dentro. Esse caminho tem mais trechos de estrada de terra e exige mais cuidado. 

Milho Verde tem pousadas simples, comida simples, vida simples. Se esta é a sua vibe, vá feliz. Caso contrário é melhor repensar. Por lá, tem também áreas de camping (onde fiquei quando fui antes de casar e ser mãe). O sinal de internet é ruim e em alguns locais não funciona. Não tem bancos, banco eletrônico, posto de gasolina. Mas a maioria dos tem máquina de cartão.  



 À tardinha, a pedida é apreciar a vista e o anoitecer na colina onde fica a Capela Nossa Senhora do Rosário, que ilustra o disco Eu Caçador de Mim, de Milton Nascimento. Que espetáculo, minha gente!

Por ali, funciona um bar bem simples, onde nos sentamos em algumas noites para tomar uma cerveja enquanto a Lola brincou com as crianças. Foi lindo ver a pequena se divertindo "como antigamente", correndo naquele espaço gramado sem medo, sem eletrônicos, sem adultos para perturbar o pega´pega. Ao lado da igreja fica o cemitério e, lógico, as crianças brincaram de contar histórias de terror. Foi o máximo!


De frente para o bar tem uma casa onde há produção de pães e biscoitos caseiros. Quem faz é a dona Geralda Francisca. Saem fornadas deliciosas de quitutes para o café da manhã e da tarde. Ela vende  pão de abóbora e de batata, rosca de nata, pão de queijo....Experimente! Você não vai acreditar no sabor incrível! 

Ali também do ladinho tem a Pizzaria Sempre Viva. Com a massa deliciosa e recheio caprichado é uma boa opção para noite. Outra opção, para dia e noite, é o restaurante Angu Duro. Por lá, você vai encontrar comida mineira feita no fogão a lenha com muito capricho.



Ficamos hospedados na pousada Sempre Viva. Um espaço gostoso, silencioso, com jardim e rede na varanda (<3) e é a mais próxima do Lajeado. É comandada pelo casal Lana e Antônio, que são muito simpáticos. A pousada é pet friendly e, além dos cães e gatos que lá moram, aceitam nossos amiguinhos peludos. Eu levei dois dos meus. Você pode reservar pelo Booking, Airbnb ou direto com eles pelo telefone (38) 98814-9550.




A grande atração são as inúmeras cachoeiras que se encontram por lá. Ficamos durante cinco dias e, mesmo assim, não conseguimos conhecer todas. Vamos às cachoeiras!!!!!!!

Por motivos de "tenho pavor de água fria", a minha primeira recomendação é o Lajeado. Ahhhh, gente, eu apaixonei! A água corre na chapada e forma um lajeado com vários poços de água morninha. Na sequência, tem três quedas de água, com formação de piscinas naturais. A entrada é ao lado da pousada Sempre Viva. Virou praticamente o nosso quintal e fomos lá várias vezes durante a estadia.



Tem uma areia branca e fininha que Lola fez a festa! Chamou de praia de cachoeira, hehehehe.


Minha dica para quem vai com criança é: leve guarda-sol. Nós não levamos e foi tenebroso! Sol com céu sem nuvem e nenhuma árvore para esconder. 


Ahhh, levem lanchinho e água. Esta dica vale para praticamente todas as cachoeiras, aliás. Não tem nada para comprar. Uma sacola térmica é a solução.Aproveite para pegar água em garrafas no Chafariz da Goiabeira, que jorra água mineral do todo. 

Cachoeira do Moinho 
Fica logo na saída/entrada de Milho Verde, nas margens da rodovia. Esta é a que tem infraestrutura com um bar que funciona nos finais de semana e feriado. Ela tem uma taxa de R$ 5, pois funciona dentro de uma propriedade. É que tem maior fluxo de turista. 

Cachoeira do Carijó
Do outro lado da rodovia, quase em frente à cachoeira do Moinho, fica a cachoeira do Carijó. Ela tem o acesso super fácil.. Basta parar o carro na margem da rodovia e descer alguns metros. É uma cachoeira pequena que forma uma piscina natural. Por lá também se formam vários pocinhos. Ótimo para crianças.

Cachoeira do Piolho
Fica a cerca de 3 km  de Milho Verde, saindo por uma estrada que começa na igreja Matriz. A entrada é por uma casa, porém não se cobra pelo acesso. 


Cachoeira do Canelau
Fica no caminho para Capivari e não é de fácil acesso. É preciso fazer uma caminhada de cerca de 20 minutos pela trilha. Tem uma queda d´água com formação de uma lagoa calma. 



Demos uma esticadinha em São Gonçalo das Pedras, bem pertinho de milho verde. Logo na entrada. O vilarejo preserva o estilo das construções barrocas do século 18. Uma graça! Por lá também há várias cachoeiras, mas fomos mesmo no poço que tem atrás da igreja. Uma delícia de águas mornas!
A nascente do rio Jequitinhonha fica entre Milho Verde e Capivari. Dá para aproveitar por lá também.




terça-feira, 9 de abril de 2019

O feminino na sua árvore e você

13:59 0
O feminino na sua árvore e você


Você já parou para pensar na  maneira como as pessoas de nossa família viveram, em que acreditavam e seus traumas nos influenciam?  Faz ideia de como os seus ancestrais e suas vivências podem ter peso em nossas crenças e problemas? Uma árvore genealógica é muito mais do que um acúmulo de dados. É uma ferramenta poderosa para entender as circunstâncias de nossas vidas e de cura.

Myrna Nascimento, psicóloga, consteladora familiar com formação em psicogenealogia, vai realizar o workshop “O feminino na sua árvore e você”! Junto com Monica Justino, pioneira da Psicogenealogia no Brasil e autora do livro Psicogenealogia – um novo olhar na transmissão da memória familiar, Myrna vai desvendar e conectar a energia feminina de sua árvore genealógica para explorar seu potencial feminino hoje.

“O arquétipo feminino é construído! Como eu vejo o meu feminino vai ser influenciado pelo arquétipo universal e por como as minhas ancestrais construíram esse feminino. A psicogenealogia tenta compreender como a historia dos antepassados pode nos influenciar. Nós identificamos os acontecimentos que foram marcantes na historia familiar e nos influenciou para sermos quem somos”, explica.

O objetivo do trabalho de psicogenealogia é compreender quais tarefas inconclusas, traumas não resolvidos, lutos não elaborados, amores sofridos foram transmitidos da família aos descendentes.

“Com a psicogenealogia você vai vendo pontos em comum dos antepassados com o a pessoa que está se consultando. Podem aparecer várias possibilidades, como um amor interrompido lá de uma ancestral que casou com quem a família queria ou uma pessoa que perde o grande amor por um acidente pouco antes de um casamento. Então, isso aconteceu com a bisavó e pode vir com um cenário diferente, mas o fio é o mesmo. A pessoa começa a vivenciar situações repetidas de abandono. A psicogenealogia é umas das ferramentas para liberar aquela pessoa daquela repetição.

O inconsciente familiar é poderoso, pois traz memórias de várias gerações. Muitos dos dilemas que uma pessoa está vivendo são impactos da herança familiar em sua vida. Explorar os elos transgeracionais ajuda a encontrar o seu verdadeiro lugar na família.
Durante o workshop a construção do modelo de feminino que se desenvolveu ao longo das gerações na sua família e como você recebeu essa herança será refletido. Que símbolos ficaram? O que foi valorizado? Quais as permissões, as mudanças, os padrões - O que é permitido e o que é proibido?

Veja os pontos que serão abordados:
• Histórico do feminino
• Os arquétipos, os modelos e símbolos para construção do feminino;
• O feminino e nossa herança psicogenealógica;
• A energia feminina e o ser mulher – “Não se nasce mulher, torna-se mulher” Simone de Beauvoir, 1949;
• Eu, mulher!

O workshop será realizado no dia 25 de abril (quinta-feira), de 9h as 18h30, no Centro Terapêutico Guanambi (Rua Manoel Couto, 156, Cidade Jardim, Belo Horizonte, MG). O investimento é de R$ 385 e as inscrições podem ser feitas aqui 
Para mais informações chame pelo Whatsapp (31) 9 9991-3426.