segunda-feira, 26 de junho de 2017

Mulher Maravilha é gente como a gente

Postado por Letícia Murta às 15:02 0 comentários Links para esta postagem
Representatividade é tudo, né? Se eu já me senti representada assistindo Mulher Maravilha (veja aqui o que achei do filme), vibrei com com a Gal Ganot, a atriz israelense que faz a heroína, postando em seu perfil no Instagram sua rotina materna. Ela é mãe de uma menina de 5 anos e um bebê de 3 meses e, como todas nós, passa noites em claro e acorda linda na olheira. 



Sem make ou filtro, a Mulher Maravilha diz na legenda: "“Noite sem dormir, bebê de três meses com cólica e fui acordada cedo pela minha filha de cinco anos. Fui ao jardim para tomar um ar fresco com o meu café para me ajudar a acordar e agora estou assistindo "The Cat in The Hat” com minha filha. Sempre me surpreendo em como as coisas mais simples da vida são aquelas que nos fazem mais felizes. Foto tirada pela minha outra metade sonolenta @jaronvarsano".

Uma curiosidade é que a atriz precisou refazer algumas cenas grávida de 5 meses. Para disfarçar a sua barriga que já estava volumosa, os figurinistas tiveram que cortar seu uniforme, colocando um tecido verde brilhante que permitia que o departamento de efeitos especiais conseguisse alterar seu visual na pós-produção.

Ela estava grávida durante parte do filme, em um uniforme em um campo exposta ao frio congelante. Nós pedimos para ela fazer tanta coisa: Faça isso agora em um pé só. Agora grite enquanto está fazendo isso. Agora está chovendo sob o frio congelante e você perdeu sua voz, vai. Todos os dias era uma luta hilária e ela fazia isso.”, contou a diretora do filme, Patty Jenkins,

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Passeio em Macacos- Fazendinha com espaço kids

Postado por Letícia Murta às 11:20 0 comentários Links para esta postagem

Quem tem criança está sempre buscando alternativas para unir o almoço da família com o lazer dos pequenos, não é mesmo? Pois vou dar uma dica maravilhosa para um dia super agradável, bem pertinho de Belo Horizonte.   Em Macacos (São Sebastião das Águas Claras), a cerca de 40km da capital mineira, fica a Fazenda do Engenho, que funciona como pousada, restaurante e locação para eventos. Um lugar lindo, espaçoso, cheio de verde, animais, espaço kids, infraestrutura e comida mineira.

Passamos o dia lá e foi tão gostoso que, certamente, vamos voltar. Lola brincou livremente, se encantou com o avestruz que fica no local, andou de pônei e ainda gastou muita energia na cama-elástica. Os colaboradores são extremamente simpáticos e educados e nos fazem sentir em casa. Não dá vontade de ir embora...





A comida mineira, feita no fogão à lenha, tem como carro chefe o frango ao molho pardo. Os pratos são bem fartos e servem quatro pessoas. Por isso mesmo, optamos por pedir um PF, mas quando voltarmos com mais gente provamos os demais pratos. Os preços são bem justos, frango com quiabo, ao molho pardo e demais pratos com acompanhamento fica pouco mais de R$ 100 reais. O PF, que vem como arroz, feijão tropeiro, batata-frita, couve e carne custou R$ 27. Pedimos acréscimo de ovos fritos e vinagrete.Tudo muito bem feito e temperado. Tem uma pimentinha à parte que, olha.... pra quem gosta, vai pirar. 



Como disse, passamos o dia por lá e depois do almoço Lola brincou muito, explorou todos os lugares, brincou no espaço kids e deu uma voltinha no pônei. Enquanto eu, deitei na grama e relaxei um pouco. Nada melhor....


Veja o vídeo de como foi o passeio e mais algumas fotos. 







Serviço
Fazenda do Engenho
Alameda Parque do Engenho S/N .
São Sebastião da Águas Claras – “Macacos”
Nova Lima – Minas Gerais

Obs: De automóvel, seguir no sentido Rio de Janeiro pela BR-040. A entrada para Macacos (São Sebastião das Águas Claras) está a exatamente 8.800 mts à direita após o BH Shopping. Ao se aproximar desta distância , mantenha-se a sua direita, diminua a velocidade e entre no acesso à direita.
Contorne por debaixo da rodovia, contorne a rotatória da mineração e desça a estrada asfaltada sinuosa por 6,600 mts em direção à Macacos.
Pegue o primeiro acesso à direita após a ponte estreita sobre o Ribeirão de Macacos. O acesso está sinalizado por placas.  Após esta entrada, siga por 3.200 mts. A estrada é calçada e depois torna-se estrada de terra batida em excelentes condições.
Desligue o som, abra os vidros do carro e respire!
Seja bem vindo amigo!
Telefone: (31) 3581 8700 // (31) 9976 4067
Email: contato@fazendaengenho.com.br

 

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Não existe ex-filho

Postado por Letícia Murta às 14:12 0 comentários Links para esta postagem

"Você vai ter outro filho"
Que mãe de anjo não ouviu, ou ouve, exaustivamente essa frase? Podemos ter 15 filhos, que aquele que se foi não será substituído. Não existe ex-filho. A gente segue sim, porque não tem outra opção. Mas aquele filho que se foi estará sempre na lembrança, na saudade do não vivido. As pessoas não contabilizam nossos anjos como nossos filhos. Mas são e sempre serão.
Com amor para todas as mães de anjos ❤
#eucurtosermaeblog

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Lola e o dragão

Postado por Letícia Murta às 17:02 0 comentários Links para esta postagem


A  princesa Lola que descobre que é a única que pode salvar o reino de um dragão e enfrenta seus medos para vencer esse desafio. O rei Leandro e a rainha Letícia convocam vovó, vovô e o gato Wolverine e avisam que Lola terá ela terá que lutar contra o dragão. Mesmo com medo, ela sai em busca do animal assustador levado seu primo, Arthurl. Ela pensa que será super bacana contar para Sofia e Cecília, suas amigas. Para para comer tomates (alimento preferido) e, cara a cara com o dragão, descobre que ele é rosa (a cor que mais gosta) e que ele também adora brincar de bonecas. 



Esta é a história da Lola, mas pode ser do seu pequeno também. O projeto, criado por Roberto Keller Naddeo, é totalmente personalizado, desde a capa, que inclui o nome da criança na obra. Há várias opções para personalizar o desenho, para que fique bem parecido com a criança, e os elementos que entram no enredo (nomes de parentes, amigos, animais, comida favorita, brincadeira que mais gosta....) tornam a história única para cada criança. Há ainda uma dedicatória fofa,assinada por quem deu o livro,  para que a criança guarde sempre com carinho esse presente tão especial.

As ilustrações, de Felippe Pinheiro, são lindas! O livro é impresso em em papel couché 170g/m2 , no formato A4. O livro Eu e o Dragão está disponível no site: http://eunolivro.com.br/ e  custa R$85 , com frete gratuito para todo o Brasil. 






terça-feira, 20 de junho de 2017

Feita de amor

Postado por Letícia Murta às 22:20 0 comentários Links para esta postagem

Lola me desobedecendo pela enésima vez em minutos. Tentando ser a pessoa sensata da relação, falo: - Filha, a mamãe nunca vai deixar de te amar. Mas se continuar rompendo com as regras eu vou parar de te dar coisas legais. No alto de seus quase 3 anos ela fala firme: - Eu não quero nada, mamãe, só o amor mesmo. Pronto, me desbancou.... e continuou a bagunça.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Sorriso da alma

Postado por Letícia Murta às 18:32 3 comentários Links para esta postagem


"Você vai voltar a sorrir". Eu arrepiava quando ouvia essa frase, logo que meu filho morreu. A dor que eu sentia era tão profunda que eu simplesmente não conseguia imaginar que em algum outro dia na vida eu fosse conseguir ser feliz novamente. As pessoas me diziam isso, com uma irritante certeza. E eu, não só duvidava, como odiava ouvir isso. 

Durante muito tempo, eu realmente não tive vontade de sorrir, nem mesmo de abrir a boca para falar eu tinha vontade. Aliás, nem de levantar da cama. Foi o momento mais duro, muito confundido com depressão, mas normal em situações como a que vivi: a morte de um filho. 

Foi passando o tempo e eu me levantei, mas ainda não tinha vontade de me prolongar em diálogos. Logo fiquei grávida da Lola e, ao contrário do que se imaginava, eu também não consegui ficar feliz. Eu tinha mais medo do que tudo. Medo dela morrer, medo de acontecer novamente. Medo! Não sorri durante a gravidez. No máximo, respirei aliviada após algum ultrassom com doppler. Lola nasceu e meu sorriso veio, largo e frouxo, como havia de ser. Mas uma coisa me incomodava toda vez que eu via alguma foto minha: meus olhos diziam o contrário. Havia um peso no olhar, uma dor pulando do que chamam janela da alma. 

Sim, eu estava muito feliz com minha filha. Muito! Eu domestiquei minha dor para que eu pudesse vivenciar a maternidade. Eu precisei me reinventar para sobreviver à tragédia que vivi.  Com o passar do tempo, depois de administrar as mudanças que um bebê nos impõem, eu voltei a explorar outros prazeres da vida. Curtir o marido, sair com amigos, ler um bom livro, ouvir música... Enfim, eu era praticamente aquilo que eu fui antes da partida do meu filho Francisco. Mas olhava minhas fotos e lá estava aquele olhar desmentindo a boca. 

Me conformei. Eu voltei a sorrir com o corpo, mas não voltarei com a alma. Fim, vida que segue. E parei de pensar no assunto. Até que, quatro anos e alguns dias depois, uma foto minha com a Lola revelou o que eu já não esperava: meus olhos estavam sorrindo. Surpresa!

A dor da morte do meu filho ainda existe. E como existe.... Eternamente eu sentirei falta do que não foi e lamentarei pelo que aconteceu. Metade de mim se apagou. Mas quando Lola nasceu, eu decidi que, com ela e por ela, eu voltaria a ser feliz com a outra metade que restou. 

Este texto, meus queridos, é dedicado às mães de anjos que perderam seus corações recentemente. As pessoas vão dizer: você vai voltar a sorrir. Sim, vai. Mas não se cobre. Vem quando tiver que vir, da forma que tiver que ser, no seu tempo. E saber que num futuro seus sorriso voltará, não anula, em hipótese alguma, a dor terrível que você está vivendo. Dói muito, muito mesmo. Dói mais do que qualquer outra coisa. Deixe a dor doer até quando ela quiser. Depois, ela vai encontrar seu lugar, vai incomodar ainda por muito tempo, mas ela vai ficar quietinha para que você volte, merecidamente, a sorrir. Por que mãe de anjo tem direito de ser feliz novamente.  

Clube do livro infantil Leiturinha

Postado por Letícia Murta às 09:30 0 comentários Links para esta postagem
Já conhece o Leiturinha? É o maior clube do livro infantil do Brasil!  Assinando Leiturinha, todos os meses as crianças recebem em casa um Kit  com os melhores livros infantis, dicas pedagógicas e surpresinhas para estimular o hábito da leitura. Os livros são selecionados considerando a idade da criança e vão desde o nascimento até 10 anos. A seleção é feita com base nos aspectos que devem ser estimulados em cada fase de desenvolvimento do pequeno leitor.

Conheça melhor em www.leiturinha.com.br e use o código EUCURTOSERMAE para ter 10% de desconto na sua assinatura .

Clique no Play para ver os livros que vieram no kit da Lola


domingo, 18 de junho de 2017

Crítica Mulher Maravilha

Postado por Letícia Murta às 23:48 0 comentários Links para esta postagem
Sucesso de crítica e de público, o filme Mulher Maravilha também nos conquistou. Vem ver a nossa opinião, sem spoiler, clicando no play. É a Hora da Pipoca do Eu Curto Ser Mãe.

"Não importa o que eles  merecem, importa o que você acredita. E eu acredito no amor". 


domingo, 11 de junho de 2017

Eu nunca mais sonhei com você

Postado por Letícia Murta às 10:29 1 comentários Links para esta postagem

Eu nunca mais sonhei com vc.
Antes mesmo de engravidar, você transitava em meus sonhos.  Você e sua irmã. Nunca juntos, mas sempre presentes.  Mas diferente dela, eu nunca via o seu rosto. 

Na gravidez, você passou a frequentar minhas noites de sono com muita frequência.sempre de costas, nunca de frente para mim. Mas era Você. Poucos dias antes daquele trágico 11 de junho, você apareceu em meus sonhos pela última vez. De costas, em uma banheira, recebia os cuidados de minha amada avó Jandira, já falecida. Depois disso, nunca mais  te vi. Você  se foi em corpo e também de meus sonhos. 

Confesso que por muitas noites pensei em você bem forte para ver se isso te trazia para meus sonhos. Foi inútil.  Nas datas importantes, meu aniversário, Natal, dia das mães, eu fiquei pensando que seria merecido sonhar com você, te dar aquele abraço que nos foi negado. Mas me enganei e isso nunca aconteceu. 

Eu nao te perdi no dia que você morreu. Eu te perco todos os dias. Perco a oportunidade de estar com vc, de ter voce. É uma perda constante.  E nem mesmo nos sonhos consigo te resgatar. 

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Livro enviado às escolas aborda pedofilia e incesto

Postado por Letícia Murta às 14:46 0 comentários Links para esta postagem
Trecho retirado do livro "Enquanto o sono não vem"


Vocês estão acompanhando a polêmica a respeito do livro "Enquanto o sono não vem" que, em um dos seus contos, traz a história de um pai que quer se casar com a filha?  Ele é  distribuído pelo MEC e destinado a alunos do primeiro ao terceiro ano, entre 6 e 8 anos.

 No  conto  “A triste história de Eredegalda” , o rei escolhe a filha mais bela e a pede em casamento, enquanto a mãe seria criada dos dois. A menina rejeita a proposta e ele a aprisiona, tortura deixando sem água e dando apenas carne salgada. Por fim, a pobre criança aceita se casar, mas acaba morrendo antes disso. 

A pedofilia é uma triste realidade e, muitas vezes, os pais, que deveriam proteger os filhos, os criminosos a cometer o abuso. Acredito que o assunto possa ser debatido entre crianças, até mesmo como forma de prevenção. Mas ao que me parece, o conto não traz uma proposta reflexiva. Meu medo é a normalização do assédio dentro da cabecinha das crianças. O pai abusa, tortura, a mãe e as irmãs, acuadas, não ajudam a menina. E a morte é o triste fim desta história que é pura tragédia. 

Especialista divergem sobre o tema

As prefeituras de Vitória, Serra e de Cariacica, no Espírito Santo, retiraram os livros das salas de aula. O autor, José Mario Brant, se diz  surpreendido com as reclamações dos professores . Ele alega que conta a história há 25 anos e que o livro já foi publicado há mais de 15 anos.

“Quando o contador sabe mediar a história, ela ganha outro aspecto. Há pouca capacitação em mediação. As pessoas acham que o material literário é o mesmo que didatico, mas o literário é arte. Falta a capacidade de respeitar o universo dos contos e apresentá-los na hora certa ao público certo”, afirmou.


A obra,  da Editora Rocco, está no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) e, segundo o Ministério da Educação, o processo de seleção e avaliação, realizado e publicado em 2014, está sendo revisto. A UFMG, que analisou as obras do PNAIC, disse que a polêmica "trata-se de um julgamento indevido construído por leitura equivocada".

O titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Lorenzo Pazolini, no entanto, afirma que a abordagem surpreende negativamente e não deve ser levada a crianças. “Muitas dessas viveram ou presenciaram cenas de abuso. E reviver isso dentro da sala de aula traz um sofrimento com consequências dentro e fora da sala. É claro que é um conto, mas a mente de uma criança é vasta”, ressalta.

O que vocês acham? 

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Tentantes devem fazer teste para zika vírus

Postado por Letícia Murta às 15:59 0 comentários Links para esta postagem

Está tentando engravidar? Então, esta postagem é para você. Novas descobertas sobre o vírus da Zika levaram o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos a considerarem a realização dos exames de IgM para Zika como teste pré-concepcional. Essas novas recomendações se aplicam a áreas de transmissão ativa da doença, incluindo grande parte do Brasil.

“Inicialmente, não havia bons testes de laboratório para Zika, mas agora temos exames para anticorpos tipo IgM contra Zika e exames de diagnóstico molecular (PCR) para identificar a presença do vírus em uma janela de cerca de dez dias na infecção aguda.  Os exames são especialmente importantes em grávidas, por causa da possibilidade de transmissão ao feto com doenças graves, como a microcefalia”, destaca a diretora técnica do laboratório Geraldo Lustosa, Luisane Vieira.

As novas descobertas apontam que os anticorpos tipo IgM podem persistir por 12 semanas ou mais. Assim, uma grávida que faça esse exame no começo da gestação pode, na verdade, ter adquirido a doença antes, e não durante a gravidez.

De acordo com a atualização do CDC, determinar a data provável da infecção é importante porque o risco mais alto para o feto está associado à infecção no primeiro trimestre da gestação. “A recomendação é realizar uma triagem com o teste de sorologia (IgM) em todas as mulheres que desejam engravidar ou gestantes em início de pré-natal quanto à exposição anterior ao vírus da Zika. Temos ainda o exame PCR para todas aquelas que apresentarem sintomas durante a gravidez ou que tenham parceiros infectados com Zika”, explica a médica.

Para mulheres que estejam grávidas ou com a intenção de engravidar, pode ser indicada a repetição do exame IgM positivo após 3 meses, para avaliar sua diminuição (esperada à medida que passe o tempo após a infecção).

“É importante que os médicos orientem as gestantes quanto às limitações dos exames para Zika, tanto IgM (que pode estar positivo devido a uma infecção prévia à gravidez), quanto ao PCR, que pode ser negativo por ter sido coletado em período sem a presença do RNA do vírus. Os conhecimentos sobre a Zika e seus exames estão em constante evolução e trazem esperança para a redução dos danos causados por esta virose”, conclui Luisane.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Crítica As Aventuras de Ozzy

Postado por Letícia Murta às 23:49 0 comentários Links para esta postagem
Ozzy é um jovem beagle que sempre viveu feliz com a sua família humana. Quando recebem a notícia de que ganharam uma viagem ao Japão, os humanos não cabem em si de contentes. O problema surge no momento em que percebem que nessa viagem não são permitidos cães. Decididos a deixar o seu grande amigo em boas mãos, optam por inscrevê-lo no Blue Creek, um spa para cães que se assemelha ao paraíso (canino, claro). Mas o que ele descobre assim que os donos viram costas é aterrador: afinal, Blue Creek é uma prisão gerida pelo terrível Sr. Silva, onde impera a lei do mais forte, a mais injusta e arbitrária regra alguma vez criada.

Clica no play e veja a minha opinião sobre o filme. É a Hora da Pipoca Eu Curto Ser Mãe


Para que serve o teste do pezinho?

Postado por Micaele Cavalcante às 23:24 0 comentários Links para esta postagem


Dia 06 de junho é uma data instituída pelo Ministério da Saúde para alertar sobre a importância da realização do teste do pezinho. Este exame é fundamental para a detecção de doenças graves em recém-nascidos e que podem afetar o desenvolvimento neuropsicomotor da criança. 
Na década de 70 o exame foi trazido ao Brasil pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais -APAE, tornando-se obrigatório posteriormente no ano de 1992. Em 2001 o Ministério da Saúde implantou o Programa Nacional de Triagem Neonatal, através da portaria 822.

Este exame laboratorial verifica doenças infecciosas, metabólicas e genéticas. O sangue é coletado na região do calcanhar do bebê, realizando uma "picadinha" no local pois a região é rica em vasos sanguíneos. A coleta é rápida mas apesar do procedimento ser quase indolor, geralmente os bebês choram. 

O teste está disponível de forma gratuita através do SUS e desta forma são testadas 6 doenças:


  • Hipotireoidismo congênito;
  • Fenilcetonúria, fibrose cística;
  • Hiperplasia adrenal congênita;
  • Anemia falciforme e outra hemoglobinopatias;
  • Deficiência de biotinidase.


Os exames também podem ser realizados na rede privada e os laboratórios oferecem outras opções para testagem como:


  • Sífilis congênita;
  • toxoplasmose congênita;
  • herpes congênita;
  • rubéola congênita;
  • galactosemia;
  • HIV;
  • doença de chagas congênita;
  • doença do citomelovírus côngenita;
  • deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase; 


Alguns exames chegam a detectar cerca de tipos de 48 doenças. O preços variam de acordo com o laboratório. 



A realização do teste dever ocorrer após as primeiras 48 horas de vida do recém nascido, pois o mesmo deve estar alimentado. O ideal é que o exame seja realizado entre o 3º e 5º dia de vida. Algumas maternidades particulares oferecem este serviço. Em geral os resultados ficam prontos em até uma semana mas pode demorar até 30 dias dependendo dos parâmetros que serão investigados. 

É importante lembrar que o teste do pezinho não oferece nenhum risco ou efeito colateral. Esses exames podem salvar vidas, uma vez que diagnosticam precocemente doenças graves e que necessitam de tratamento imediato.Os pais devem se atentar para 0 prazo estabelecido para a entrega dos resultados. Em casos em que os resultados estejam alterados, o Ministério da Saúde recomenda uma segunda coleta para nova realização de exames confirmatórios. Uma vez que os testes apresentem resultado positivo para alguma doença, é necessário que o pediatra seja consultado para que se possa iniciar o tratamento adequado. 


Teste do pezinho, quem ama não esquece!

Micaele Gomes
Enfermeira e mãe
Instagram: <@micaeleacg





Dexter: Herói ou vilão?

Postado por Letícia Murta às 16:55 0 comentários Links para esta postagem
Baseada na obra de Jeff Lindsay, "Darkly Dreaming Dexter", a série tem como protagonista um assassino serial que mata as pessoas que a polícia não consegue prender. Ele é um especialista forense em amostras de sangue e  trabalha para o Departamento de Polícia de Miami. Estamos falando de Dexter, uma aclamada série - e a minha preferida -que estreia a Hora da Pipoca do canal Eu Curto Ser Mãe. Uma super dica de série para curtir. 
Clica no play e veja a resenha. 



quinta-feira, 1 de junho de 2017

Antioxidantes podem aumentar fertilidade

Postado por Letícia Murta às 15:29 0 comentários Links para esta postagem

Doença que atinge cerca de 15% das mulheres em idade reprodutiva, a endometriose é caraterizada por células da camada interna do útero (endométrio)  fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga.

Todos os meses, o endométrio fica mais espesso para que um óvulo fecundado possa se implantar nele. Quando não há gravidez, esse endométrio que aumentou descama e é expelido na menstruação. Em alguns casos, um pouco desse sangue migra no sentido oposto e cai nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. 

De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose,  30% das mulheres com endometriose tem chances de ficarem estéreis. No entanto, o diagnóstico de endometriose não é significado de infertilidade. Muitas mulheres engravidam, embora algumas possam encontrar certa dificuldade. 

Radicais livres impedem maturação dos óvulos

Os pesquisadores do Setor de Reprodução Humana da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, vêm estudando a endometriose e formas de tratar as principais queixas de quem sofre com a doença (dores pélvicas e infertilidade). E foi ao estudar o fluido folicular dessas mulheres que se encontrou no “estresse oxidativo”,que é o desequilíbrio entre a produção de radicais livres e de antioxidantes”, a piora da qualidade do futuro óvulo.

Como os antioxidantes testados já são utilizados em tratamentos médicos e de baixa toxicidade, para um futuro, talvez próximo, a pesquisadora Vanessa Silvestre Innocenti Giorgi acredita que seu estudo auxilie no tratamento da infertilidade provocada pela endometriose. “A suplementação por via oral com antioxidantes poderia aumentar a chance de uma gestação natural no período de um ano, sem a necessidade de realização de técnicas de reprodução assistida.”, 

As duas substâncias usadas na pesquisa são a N-acetilcisteína (medicamento para doenças respiratórias) e a L-carnitina, ou vitamina B11, que é produzida em pequena quantidade pelo organismo humano e encontrada em vários tipos de carnes, laticínios e alguns vegetais. De toda forma, é válido aumentar o consumo de antioxidantes de forma geral. Veja aqui uma lista de alimentos que ajudam na fertilidade

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Cuidados com a pele no rosto em gestantes

Postado por Letícia Murta às 15:08 0 comentários Links para esta postagem
Muitas mulheres ficam lindas na gravidez: cabelo sedoso, pele de pêssego, brilho que irradia a felicidade. Porém, o período também inspira cuidados. Um desses cuidados diz respeito à pele do rosto, que pode ficar manchada. Chamadas de melasma ou cloasma, essas manchas escuras no rosto podem ser difíceis de saírem depois da gravidez.  As manchas na pele são provocadas pelo grande aumento dos hormônios femininos e mantidas pelo calor e pelo sol. 

Quem me acompanha pelo Instagram sabe que estou em tratamento para minimizar os melasmas que ganhei na gravidez. Estou fazendo microagulhamento e peeling de cerveja uma vez por mês, além de limpeza de pele periódica. Minha pele está melhorando demais. A esteticista que está cuidando de mim atua em Belo Horizonte em atendimento domiciliar, o que facilita muito. Deixo aqui para vocês a indicação para quem está grávida e quer cuidar da pele e para quem já está com problemas e precisa de ajuda. Ela se chama Ana Lúcia e o Whatsapp é 31 9655 8950. A página dela é www.facebook.com/esteticaanaluciabh

Durante a gravidez algumas substâncias usadas na indústria cosmética são proibidos. Na lista de restrições da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), estão três substâncias: cânfora, ureia acima de 3% e chumbo, figurinhas carimbadas em creme para pernas e pés, hidratantes corporais e tinturas de cabelo, respectivamente.

Os especialistas aumentam a lista da Anvisa e incluem outras substâncias que podem ser nocivas. Os ácidos,  como o retinoico, encontrados em produtos clareadores, antiacne e anti-idade, são alguns dos que não são recomendados. Os ácidos glicólico, em concentrações acima de 10%, e salicílico ainda não têm estudos que possam comprovar a segurança do uso. Cremes clareadores de pele que usam hidroquinona também ficam na lista dos proibidos.

Cuidado na medida certa

 A gestante pode fazer limpeza de pele sem nenhum problema. Por ser uma pele que normalmente já mancha com mais facilidade deve-se ter um maior cuidado. É bom evitar o uso de produtos esfoliantes contendo ácidos, pois a pele absorve. Também é importante aplicar filtro solar logo após a limpeza, pois a pele fica mais fina e com isso é maior a chance de manchar. 

Use: protetor solar acima de FPS 30, devendo ser passado até mesmo se ficar dentro de casa, duas vezes por dia. Cremes com antioxidantes contendo vitamina C e E.auxiliam muito na proteção da pele e prevenção de manchas. Devem ser usados antes do filtro solar, duas vezes ao dia. 

A grávida não pode usar qualquer tipo de máscara calmante, descongestionate ou secativa - pois podem conter substâncias não ideais para o bebê, como ácido salicilico, antibióticos e despigmentantes. Filtro solar com metoxicinamato também não são recomendados, pois a substância pode chegar à placenta. Devem ser priorizados os protetores que contém óxido de zinco. 


segunda-feira, 29 de maio de 2017

Banco de empregos para mães

Postado por Letícia Murta às 16:25 0 comentários Links para esta postagem
Muitas habilidades para o mercado de trabalho também nascem com a maternidade – e não seriam necessários dados científicos para provarmos isso. Mas, para quem duvida, há estudos que confirmam o que a gente já sabe por intuição. O Royal Holloway, da Universidade de Londres, por exemplo, publicou que a gestação aumenta as atividades neurais do lado direito do cérebro – justamente a parte responsável pelas capacidades cognitivas ligadas a criatividade, relacionamento interpessoal e  percepção/controle das emoções. 

Porém, muitas mulheres encontram dificuldade de recolocação no mercado após terem filhos. Pensando nisso, o projeto “Contrate uma Mãe” busca fazer  uma ponte entre empresas e mães. A ideia foi da agência TeamWorker, uma empresa de comunicação e cultura. Além das mulheres interessadas, as empresas também podem se cadastrar para apoiar o projeto e ter acesso aos currículos. 

Para fazer parte, basta acessar o clicando aqui, preencher um formulário e cadastrar o currículo!  O formulário  questiona sobre áreas de interesse e habilidades aprendidas graças à maternidade.

domingo, 28 de maio de 2017

Pré-natal bem feito inclui diversos exames

Postado por Letícia Murta às 09:30 0 comentários Links para esta postagem

No dia 28 de maio é celebrado o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher e o Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna. Mesmo com alguns avanços, a mortalidade materna ainda é um problema de saúde pública no Brasil. Segundo dados do Ministério da Saúde (ver aqui), são registrados anualmente mais de 60 mil casos de óbitos ocorridos até 42 dias após o término da gestação, sendo cerca de 6 mil somente em Minas Gerais.

A morte de uma mulher grávida, no parto ou no puerpério, pode indicar uma série de falhas. Várias delas poderiam ser evitadas com uma assistência pré-natal adequada e de qualidade. No entanto, com a evolução dos métodos diagnósticos e com a mudança contínua no panorama das doenças, vários novos procedimentos estão disponíveis, dificultando o entendimento a respeito de quais exames são necessários e em que período da gestação devem ser realizados.

De acordo com a diretora técnica do laboratório Geraldo Lustosa, a médica patologista clínica Luisane Vieira, a finalidade principal da assistência pré-natal é garantir a saúde da mãe e do bebê durante toda a gravidez e o parto, identificando situações que possam aumentar o risco de desfechos desfavoráveis. “A abordagem de cada gestante tem que ser baseada no risco gestacional, nas características da população rastreada, na prevalência das doenças mais comuns e na avaliação das evidências disponíveis”, explica.

Dentre os exames disponíveis para avaliação do risco gestacional para o binômio mãe-feto, estão o diagnóstico de doenças intercorrentes como anemia e infecções; a identificação de possíveis malformações fetais; avaliação de risco de prematuridade e complicações perinatais; a prevenção de complicações neonatais (ex, doença hemolítica perinatal); e a triagem e diagnóstico de complicações da gravidez, como pré-eclâmpsia, trombose e diabetes.

“É importante que as mulheres saibam quais são os exames disponíveis e conversem abertamente com o seu médico para que ele possa avaliar a necessidade de realização de cada um deles”, destaca Luisane.

Veja abaixo alguns dos exames para avaliação da saúde materna/fetal:

·         Hemograma ⟹Anemia (ferropriva)
·         Glicemia ⟹Diabetes Gestacional
·         Grupo Sanguíneo ABO e Rh e Coombs Indireto ⟹ Doença Hemolítica Perinatal
·         Triagem não-treponêmica ou treponêmica⟹Sífilis
·         Sorologia IgM e IgG⟹Toxoplasmose
·         Sorologia CMV ⟹ Citomegalovírus
·         Sorologia IgM e IgG⟹Rubéola
·         HBsAg⟹Hepatite B
·         Triagem sorológica ⟹HIV
·         Urina de Rotina e Urocultura ⟹Infecção Urinária e Bacteriúria Assintomática
·         Pesquisa de infecções vaginais e cervicais⟹Streptococus β-haemolyticus do grupo B (Estreptococo Grupo B ou EGB)
·         NIPT (Teste Pré-Natal Não-Invasivo em Sangue Materno) ⟹ Síndromes Genéticas


Ultrassom na gravidez

As ondas sonoras que o aparelho de ultrassom emitem se chocam com a parte sólida do que encontra pela frente, assim forma imagens. Esse exame é inofensivo para mamãe e bebê , por isso, não se preocupe se precisar fazer mais ultrassons na gravidez.

Infelizmente, um pré-natal feito pela unidade publica de saúde tem como meta três a quatro ultrassonografias durante a gravidez, 1 a cada trimestre. Essa quantidade não é ideal para monitorar uma gravidez que possa desenvolver algum risco.  Por isso, se for possível, faça particular outros ultrassons (principalmente com doppler). 

Estes são os exames de ultrassom básicos durante uma gravidez:

Com 7 semanas: determina  a idade gestacional e quantidade de embriões e se estão bem posicionados no endométrio. .

Com 12 semanas: exame de Translucência Nucal que detecta possíveis problemas cromossômicos 

Com 20 semanas: Neste ultrassom morfológico é verificado cada parte do feto e  o funcionamento dos órgãos internos como bexiga, estômago, coração e rins. A placenta também é examinada nesse exame de ultrassom.

Com 27 semanas: Ultrassom feito com doppler para verificar a  circulação do sangue,  oxigênio e nutrientes que vão para o bebê.


Com 33 semanas: ultrassom que verifica a quantidade de liquido amniótico se o crescimento do bebê está adequado para a idade gestacional e se já está em posição cefálica ou seja, virado de cabeça para baixo preparado para o nascimento.

No terceiro semestre, o ideal é que fosse feito um ultrassom mensal com doppler em todas as grávidas. Lamentavelmente, não é a realidade obstétrica. O doppler, muitas vezes feito com 27 semanas, é um indicativo de que algo pode não ir bem, mas não é definitivo. Há mudanças na circulação sanguínea e o doppler só certifica por cerca de 15 dias. Por isso, eu recomendo que todas as gestantes solicitem essa tecnologia em todos os ultrassons que forem feitos e, em especial, no fim da gestação intensifiquem a ida ao ultrassonografista COM DOPPLER. 


Veja esta entrevista que fiz com o dr. Selmo Geber, da Clínica Origem:





quinta-feira, 25 de maio de 2017

Viagens de avião com bebê

Postado por Letícia Murta às 14:56 0 comentários Links para esta postagem

Embarcar em um avião com um bebê pode não ser uma tarefa fácil. A altitude mudando, o movimento, o ambiente estranho, tudo pode ser um motivo para que ele comece a chorar. As companhias aéreas aceitam transportá-los apenas quando têm mais de 7 dias de vida. Porém o ideal é ter mais de 28 dias. Antes disso, ele é considerado neonatal. Melhor ainda é esperar pelo menos ele ter 3 meses, quando o sistema imune já está melhor desenvolvido e importantes vacinas já foram aplicadas. Consulte sempre a opinião do pediatra.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac ), os menores de 2 anos de poderão ter seu transporte cobrado, mas o valor não pode ultrapassar 10% da tarifa paga pelo adulto, desde que não ocupem um assento. Eu embarquei com Lola pela Gol e pela Azul sem pagar nada. Isso varia de companhia. Já as crianças com mais de 2 anos deverão ocupar assento e, por isso, pagam  uma parte da tarifa, definida pela companhia aérea. O desconto pode chegar a 50%, mas eu paguei 70% em um voo pela Azul. As taxas de embarque são isentas apenas para menores de 2 anos, segundo norma da Infraero. Os mais velhos podem ou não ganhar descontos, que seguem critérios conforme a companhia.

Se o voo for nacional, é necessário levar o documento de identidade ou a certidão de nascimento do bebê. Se a viagem for sem o pai ou a mãe será necessário  uma autorização judicial (com firma reconhecida) para que ele embarque com outro acompanhante. Em voos internacionais, precisará de passaporte. Também será preciso conseguir um visto caso o país de destino exija. E, se seu o bebê embarcar apenas com um dos pais será preciso  uma autorização por escrito do outro com firma reconhecida. Clique aqui para pegar o modelo. 

Em muitos aeroportos é possível encontrar carrinhos de bebê oferecidos pelas companhias. Mas se quiser levar o seu próprio, saiba que ele não conta como bagagem. Você pode ficar com o carrinho até o momento de entrar no avião. Nessa hora, alguém da companhia aérea ajudará-la a fechá-lo e o colocará no compartimento de bagagens. Quando o avião estiver em solo, o carrinho será entregue para você de novo.

Lola viajou pela primeira vez com 1 ano e 2 meses. Depois disso, voou outras vezes e sempre foi tranquilo e vou dividir com vocês algumas dicas que dão certo com a gente.

- Decolar e pousar
Sabe aquele desconforto terrível que dá nos ouvidos? Agora pense um bebê sentindo isso? Muitos choram desesperadamente. E não é para menos. Se o bebê ainda mama no peito, hora de amamentar. Caso tome mamadeira ou use chupeta, também pode usar. O movimento de sucção vai ajudar para que a pressão nos ouvidos seja mais amenas, ou mesmo que nem sinta. 

- Bagagem de mão
Leve fraldas, lenço umedecido, troca de roupa extra, calça, casaquinho, manta (mesmo que esteja calor. O ar condicionado do avião pode incomodar). Leve remédios para emergências, termômetro,  mamadeira e fórmula (na aeronave é possível aquecer a água). Em caso de bebês que já comem leve um lanchinho também (frutinhas, biscoito polvilho...). Se o voo for longo e durante o horário de refeições, pode levar alimento também (o ideal é colocar em uma lancheira térmica). 

- Brinquedos
Pode caprichar nos brinquedos. Leve os preferidos do bebê e também novidades. mas evite os barulhentos para não incomodar os demais passageiros- bom senso é tudo!Mesmo para os pais que não são adeptos de deixar eletrônicos com as crianças, acho que é uma situação que vale a pena baixar algumas musiquinhas no celular para emergência. 

- Conforto
Há companhias que oferecem berço para voo. Consulte se é o caso da sua. Algumas aeronaves possuem fraldários, mas, na dúvida, troque o bebê antes de embarcar. A maioria dos aeroportos possui fraldários adequados. 

-Passageiros sem empatia
Infelizmente, isso acontece. Bebês e crianças não seguem nenhum protocolo e pode acontecer de tudo sair do controle E além do desespero dos pais para controlarem a situação, ainda têm que saber lidar com olhares julgadores. Ah, gente. Pra isso não tem dica. É respirar fundo, fingir demência e continuar a nadar...

Boa viagem!
Booking.com

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Eu Curto Ser Mãe no Youtube

Postado por Letícia Murta às 15:04 0 comentários Links para esta postagem
Quem ainda não está inscrito no canal do Youtube do Eu Curto Ser Mãe precisa ir conferir. 
É o canal de uma mãe, uma jornalista, uma mulher.... Maternidade, fertilidade, acolhimento de mães de anjos e tentantes, relacionamentos, moda, beleza, viagens, gastronomia, cultura, infância, make, lifestyle..... Se inscreva no Eu Curto Ser Mãe.


terça-feira, 23 de maio de 2017

Quero engravidar. E agora?

Postado por Letícia Murta às 14:53 0 comentários Links para esta postagem

Engravidar é fácil. Basta ter relação sexual no dia em que o óvulo for liberado e pimba. Certo? Errado. Claro que para algumas mulheres é bem simples, ou mesmo acidental. Mas para muitas outras, a busca pelo teste positivo pode demorar um pouco, o que gera uma agonia sem fim.

Se você está pretendendo engravidar, antes de mais nada, procure um ginecologista e realize alguns exames. É importante saber se a saúde está em dia. Probleminhas como endometriose, ovários policísticos ou mesmo alterações na tireoide podem dificultar os planos. É bom fazer exames de sangue e ultrassom endovaginal.

Algumas vitaminas podem ser indicadas pelo médicos, mas uma, em especial, é fundamental. Estamos falando do ácido fólico. O ideal é começar a tomar cerca de três meses antes da gravidez, pois o ácido fólico diminui as chances de problemas na formação do bebê. Leia neste post mais sobre a importância desse nutriente.

Você pode, e deve, começar a conhecer seu ciclo. O ciclo se inicia no dia que a menstruação chega. A partir daí, conta-se em torno de 14 dias para o provável dia da ovulação. O óvulo vive no máximo 24 horas, podendo morrer antes disso. Já os espermatozoides têm vida mais longa. Alguns conseguem sobreviver por até cinco dias. Mas a maioria vive de 48 a 72 horas. Por isso é importante manter uma certa frequência nas relações sexuais. Alguns especialistas orientam para que o sexo seja realizado em dias alternados, assim o organismo do homem tem tempo para preparar novos espermatozoides saudáveis, que serão capazes de perfurar o óvulo.

O dia fértil existe, mas não é uma regra. Num ciclo normal de 26 a 32 dias, a mulher normalmente ovula entre o 11° e 15° dia. Porém, outros fatores podem afetar a ovulação adiantando-a ou tornando-a tardia. Por isso, mantenha as relações durante todo o ciclo para aumentar as chances. Veja aqui uma calculadora para te ajudar a saber qual o seu período fértil.

Você pode criar o hábito de medir sua temperatura basal todos os dias antes de se levantar da cama. O ideal é usar um termômetro eletrônico embaixo da língua. Durante o período fértil, a temperatura tem uma leve queda antes da ovulação e se eleva em cerca de 0.2 a 0.7 graus após, mantendo se alta por no mínimo quatro dias. Para facilitar a tarefa, existem modelos para montar um gráfico. Isso ajuda, inclusive, a suspeitar do sucesso da fecundação, pois quando o corpo se prepara para menstruar, há uma queda na temperatura. Caso você esteja grávida, verá que a temperatura se mantém levemente alterada. Veja aqui modelos de gráfico para preencher no computador ou imprimir e anotar.

Outro método que pode ajudar bastante é o controle do muco cervical. Durante todo o ciclo, o muco está presente e se altera, de acordo com os hormônios. Durante o período fértil, ele se torna transparente e elástico, semelhante a uma clara de ovo. Algumas mulheres notam a presença do muco quando se limpam com o papel higiênico, mas para outras, pode ser necessário colher do colo do útero. Com as mão limpas, introduza os dedos indicador e o médio até o colo do útero. Depois, separe os dedos e observe a textura. Se o muco se rompe facilmente, você ainda não está no período fértil. Quando ele se estica, como uma melequinha, está na hora.

Há ainda a possibilidade de ultrassons seriados, que devem ser recomendados pelo ginecologista, que vai acompanhar certinho qual é o dia certo da ovulação. Outra opção são os testes de ovulação vendidos em farmácias. Nem sempre esses detectam a ovulação corretamente. Mas eles funcionam de maneira semelhante aos testes de gravidez, com uma tirinha medindo a urina. Eles podem ser comprados em grande quantidade no Mercado Livre ou no eBay. Eu nunca usei e não posso dizer se são boas. E conheço quem recomende e quem acha que não funciona. Fica a seu critério.

É importante dizer que é normal que não se ovule todos os meses. São os ciclos anovulatórios. Segundo os especialistas, as chances de um casal fértil engravidar naturalmente é de apenas 20 ou 25%. Por isso, não se desespere se demorar alguns meses. Porém, se após seis meses de tentativas não vier a gravidez, vale cobrar do médico uma investigação mais profunda, que poderá detectar problemas de infertilidade. Volto a falar nisso num próximo post.

Há alguns truques e dicas que podem ajudar a natureza. Mas isso fica para o próximo post. Enquanto isso, vá praticando.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Guia de fornecedores Eu Curto Ser Mãe

Postado por Letícia Murta às 16:26 0 comentários Links para esta postagem






Sabemos como é importante ter uma boa indicação de fornecedores. Por isso, listamos aqui os fornecedores que o Eu Curto Ser Mãe conhece e confia em Belo Horizonte/MG. 

Deixe nos comentários suas experiências também

Animação



Brincadeiras, estripulias, travessuras e coisas do bem ❤ 

Site: http://cirandaderoda.com.br

Facebook: Ciranda de roda

Instagram: @ciranda.deroda

E-mail: contato@cirandaderoda.com.br


Telefone: (31) 983464451


Personagens vivos, teatro, oficinas, camarim fashion e animação. Leve essa magia com 

Telefone: (31) 9 9797-8395


Bolos e doces



Bombons trufados, brigadeiros, cupcakes, pirulitos e barrinhas de chocolate, bem casados, pães de mel, docinhos para festas e casamentos.

Facebook: Cacau Carol
Instagram: @cacau_carol
Whatsapp 31 99708-3312


Facebook: Cake Bistrô
Instagram: @ju_cakebistro
Telefone: 31 99229-7097



Bem Casado. Brigadeiro Gourmet. Pão de Mel. Chocolate Personalizado.Doces para Festa. Bombons.Lembrancinhas para Nascimento, Casamento, Aniversário e Natal

Facebook: Delicadoce
Instagram: @delicadoce
Whatsapp : 31 98771-6775
e-mail: atendimentodelicadoce@gmail.com

Bolo Fake


Aluguel, venda e confecção de bolos decorados.

www.facebook.com/boloimaginario
Telefone 31 3017-7000


Buffet

Buffet para aniversários, casamentos, almoços e jantares, receptivos, rodízio de pizza, comida de boteco e eventos em geral

https://www.facebook.com/artgourmetbh/
artgourmetbh@hotmail.com
Whatsaapp: 993814701

Fotografia

Fotografias de casamentos, gestantes, crianças, festas familiares e pet books.


Vestuário

Roupas personalizadas com Kits Família, Mãe e Filho/Filha

Whatsapp 3198398-9229
Facebook: Bazar Malu
Instagram @sabrina_ergita



Camisetas, bandanas, chinelos, presentes e mimos feitos com muito carinho. Kits família e mãe e filha
 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez