quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Amamentação: desconstruindo mitos

Postado por Micaele Cavalcante às 23:35
Você mãe que não conseguiu amamentar, sinta-se abraçada. Amamentar é uma tarefa árdua, nada fácil, que necessita continuamente de esforços diários, muito apoio e persistência. Um dos maiores receios durante a gravidez, para quem deseja amamentar, é saber se conseguirá realizar este desejo. Muitas dúvidas permeiam esse processo, e a insegurança aumentar se não houver informação suficiente ou ainda quando ela ocorre de forma equivocada. É comum que as recém mães, particularmente as de primeira viagem, ouçam afirmações como: "você não vai ter leite", "seu leite é fraco", "o leite ainda não desceu, apenas o colostro" entre outros dizeres bem comuns nessa fase. Mas será que essas informações estão sempre certas?  

Para esclarecer dúvidas muito frequentes sobre aleitamento materno, escolhi explicar alguns mitos comumente disseminados. 

1. O leite materno não mata a sede no bebê

MITO! O leite materno dispõem de toda a água que o bebê necessita, mesmo se este reside em cidade de clima muito quente. Por este motivo, não é necessária a introdução de água/chás/sucos antes dos seis meses. 

2. A crença do leite fraco 

MITO! Não existe leite fraco! O leite materno possui TODOS os nutrientes que o bebê necessita até os seis meses de vida. O leite é de rápida  e fácil absorção, o aspecto aguado que leite apresenta é uma característica normal. 

3. Seios pequenos produzem menos leite

MITO! A capacidade em produzir leite não está relacionada ao tamanho da mama. A variação de tamanho é devido à quantidade de gordura no local. O leite é produzido nas glândulas mamárias, através da ação de hormônios específicos e em geral as mulheres possuem a quantidade necessária para a sua produção. 

4. Grávida não pode continuar amamentando

MITO! Estudos científicos comprovaram que a  quantidade de ocitocina (hormônio que causa contração) liberada, não é suficiente para causar aborto. Não existem evidências que amamentação possa prejudicar o desenvolvimento fetal assim como a nutrição do lactente. Durante a gravidez podem ocorrer alterações no sabor do leite, e até mesmo a sua diminuição, isso pode fazer com que haja a rejeição por parte do lactente e até mesmo o desmame. O colostro será produzido no momento certo e sua oferta ao recém-nascido não será prejudicada. O filho mais revelho receberá uma dose dupla de colostro e poderá ser realizada a amamentação em tandem. Falaremos sobre esse tipo de amamentação posteriormente, aqui no blog.

5. Colostro não é leite

MITO! O colostro é o primeiro leite que o bebê mama. Ele é rico em anticorpos, possui agentes imunoprotetores e funciona como uma verdadeira vacina, a melhor delas, protegendo o bebê contra infecções. Em média o colostro é produzido até o terceiro dia, podendo se estender até o sétimo dia após o parto. É produzido numa pequena quantidade, porém extremamente eficaz e suficiente para a capacidade do estômago do bebê. O colostro produzido é exatamente o que o recém necessita nessa fase.

6. O bebê deve mamar a cada 2 ou 3 horas 


MITO! O intervalo entre as mamadas pode variar para cada bebê. O ideal é que a amentação ocorra em livre demanda, ou seja, quando o bebê sentir fome. Com o passar do tempo ele vão adquirindo seus próprios horários, podendo ser comum as mamadas entre duas ou três horas, porém isso não é regra. Entretanto, bebês que dormem demais podem ser acordados após quatro horas para evitar hipoglicemia, desidratação ou até mesmo icterícia.


7. A doação de leite pode interferir na amamentação do filho


MITO! A produção de leite é estimulada pela retirada ou saída do mesmo. Quando mais leite sai, mais é produzido.O leite é produzido quando o bebê está mamando. Retirar o leite que sobra diminui o desconforto das mamas ingurgitadas. Doar leite materno é um gesto de amor.

8. Se não conseguiu amamentar o primeiro filho, não conseguirá amamentar o segundo 

MITO! Se você tentou amamentar o primeiro filho e não teve sucesso, não significa que não conseguirá superar as dificuldades com o segundo filho. Isso não é uma regra, pois cada experiência é única. É possível buscar orientação profissional, testar novos métodos. As dificuldades encontradas anteriormente não são uma sentença de insucesso nesta nova oportunidade. Busque o apoio que precisar.


9. Amamentar é fácil 

MITO! Como já foi dito anteriormente, amamentar não é uma tarefa fácil! Amamentar requer muita dedicação, muita paciência, é cansativo e muitas vezes frustrante. Em muitos casos é um processo doloroso em que mãe e bebê precisam se adaptar. Mas amamentar também é muito prazeroso, um momento especial em que a relação entre mãe filho se desenvolve com muita ternura, cumplicidade e muito amor.

Estes são apenas alguns dos muitos mitos que cercam a amamentação. Todas as informações são pautadas em bases científicas.


Micaele Gomes
< Instagram: @micaeleacg
<snapchat:@micaeleacg

0 comentários :

Postar um comentário

O que você acha?

 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez