Homeopatia no tratamento da endometriose - EU CURTO SER MÃE

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Homeopatia no tratamento da endometriose

Conhecido com um dos causadores de cólicas absurdas, fluxo menstrual intenso e até dores durante a relação sexual, a endometriose é também um dos problemas mais comuns na dificuldade de engravidar. Porém, nem todas as mulheres diagnosticadas com endometriose são inférteis e devem ser tratadas o quanto antes. O grau da endometriose e a zona comprometida refletem muito na fertilidade da mulher.

A endometriose é causada pelo fato de parte da células do endométrio em vez de serem eliminadas durante a menstruação, se depositam na cavidade abdominal, mais frequentemente no ovário e nas trompas.


A característica principal da endometriose é o fato de parte das células do endométrio, em vez se ser eliminada na menstruação, depositar-se em regiões da cavidade abdominal – entre elas, ovários e tubas uterinas. Assim, a doença dificulta a circulação dos óvulos e, às vezes, impede a passagem deles pelas tubas. Isso pode resultar em gravidez ectópica, ou seja, fora do útero, nas tubas uterinas ou até mesmo nos ovários.

A doença pode ser controlada com medicação, mas em alguns casos é aconselhável a remoção de aderências com cirurgias por videolaparoscopia, que pode resultar em até 70% de sucesso. Em casos mais severos, pode ser recomendada a fertilização in vitro. Mas isso só poderá ser avaliado por um médico experiente, e, na dúvida, consulte mais de uma opinião.

Muitos tratamentos não convencionais podem ser usados para ajudar. Já até falei no blog sobre a Massagem da Fertilidade que promete ajudar em vários distúrbios, inclusive no combate à endometriose. Confira aqui.

E encontrei uma recomendação homeopática divulgada pelo homeopata José Maria Alves, que faz parte dos Homeopatas Sem Fronteiras, de Portugal. A receita foi publicada no blog do homeopata e pode ser verificada na íntegra aqui. Resolvi compartilhar aqui no Eu Curto Ser Mãe, mas devo dizer que o acompanhamento com médico, tanto homeopata quanto ginecologista, não devem ser substituídos. O blog também não tem intenção de incentivar a automedicação. A formula é de inteira responsabilidade do homeopata José Maria Alves.


 HAMAMELIS 200 CH, 5 gotas duas vezes por dia;
ARNICA 3 CH, 5 gotas duas vezes por dia.
Se houver dor, do tipo agudo, complementar com: APIS 6 CH, 5 gotas de duas a 5 vezes por dia, em consonância com a intensidade e ocorrência da mesma.
Se não se verificarem melhorias: SEPIA 6 CH, 5 gotas 3 vezes por dia; CONIUM 3 CH, 5 gotas 3 vezes por dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você acha?