quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Dor e delícia de ser

Postado por Letícia Murta às 13:50
A Aline Amorim contou como é trabalhoso e prazeroso ter uma casa cheia de filhos, do jeito que ela sonhou. Com crianças em idades tão diferentes, nem sempre é fácil organizar tudo. Mas o amor, ah, esse se multiplica. E, um dia, as crianças crescerão. Tudo passa...
Se você também quer compartilhar sua história, contar algum caso ou dar uma dica, envie para eucurtosermae@gmail.com que irei publicar com prazer 


Gravidez da Sofia. Foto de Maísa Coutinho
São 3h28 da madrugada. Levantei para dar mamar para meu caçula e me vieram tantos pensamentos sobre a maternidade que resolvi colocar um pouco disto tudo para fora. Não é a intenção de dar uma fórmula mágica para nenhuma mãe, mas fazê-las sentirem-se acolhidas nos momentos mais pesados.

Eu sempre quis ter filhos. Tive quatro. Uma menina linda de 5 anos, Lívia; uma estrelinha em outro plano que me acompanha, teria 3 anos, Sofia; um menino bochechudo de 2 aninhos, Davi;  e um bebê de 4 meses Thiago. Sim!!! Um bebê. Aí que está a coisa, um bebê (e olha que o meu é calmo), junto com um pequeno desbravador descobrindo as coisas, como meu Davi, que me deixa a ponto de arrancar fio por fio de cabelo!

Não acredito muito naquela história de babás que dizem que as crianças só fazem isso perto dos pais. Meu Davi, aliado a sua irmãzinha que tem que carregar o peso de "você é a  mais velha, deve dar exemplo", aprontam todas dentro de casa. Minha filha está na idade de começar a ler, meu filho no terrible two e o bebê necessita da mamãe. Fases muito diferentes! Podem imaginar a loucura que é? As necessidades da mais velha são muito diferentes do mais novo, bem como as do bebê diferentes das dos outros dois. Digo, não é fácil. Mas aqui vem o ponto crucial:

Algumas de vocês devem pensar "Sua louca, então pra que teve?"

Primeiramente, eu não planejei perder minha segunda filha com 23 dias de nascida. Segundo fato, eu sempre achei que uma casa com movimento, barulho se assemelhava mais ao meu modo de ser e sempre achei que irmãos, quando dão certo, são seu alicerce no futuro. Você pode planejar, trocar ideias, ter um amigo. Pode ser que isso não dependa de serem criados com união, mas é uma grande probabilidade. Claro que baseio tudo isso no que vivi, nas minhas experiências mais sofridas quando eu parava e pensava: "Deus, como eu queria uma irmã agora para me aconselhar".E o principal, gente, infância passa. E olha a velocidade é uma coisa absurda.

Só hoje acordaremos em horários esdrúxulos, tentaremos ter razão com um pitoco de quase 2 anos, perderemos a calma com uma criança que quer decidir a vida dela sozinha aos 5 anos. Só hoje, gente. Cheiro de xampu de bebê passa, palavreado engraçado passa, aquela bagunça no seu armário de roupas, sapatos e o estrago na sua gaveta de maquiagem passa. Os meninos deixam um dia de aninharem-se no nosso colo como se fôssemos heroínas.

Bom, mas agora "vamos falar de coisa boa". Por mais noites mal dormidas, medos de todas as enfermidades do mundo e violência, medo de tudo nesse mundo: desculpem as letras garrafais mas, EU NÃO ME ARREPENDO DE NADA. Olhares, gestos, carinhos, suas linguagens próprias, seu raciocínio ingênuo, sua busca por atenção com um rabisquinho no papel, seus sonhos que envolvem realidade e fantasia. Aquela confusão gostosa pra sair de casa, aquela sensação de liberdade no parque, aquela carinha de sono, maniazinhas antes de dormir. Sorrisinho de madrugada, e, se você já sentiu: aquele olhar pra gente quando estão mamando. 

Isso tudo me faz pensar que o amor é isso aí, não tem mistério. O amor é esse dia a dia delicioso, às vezes desastroso, cansativo. Mas nada se compara a deitar todos juntinhos na cama pra ver filminho. Nada do que experimentei na vida se compara a aquela apresentação na escolinha que dura horas até chegar no seu filho e você enxerga ali a coisa mais linda e talentosa do mundo inteiro.

A Aline tem uma fanpage onde compartilha algumas dicas super legais. Se chama Misturinha de Ideias . Confira!


Booking.com

5 comentários :

Mari on 9 de novembro de 2016 15:52 disse...

Muito bom! Acompanho de perto tudo isso e só tenho a dizer que você sim é uma mãezona!!! O amor sempre vence!!!

Khrys Friedli on 9 de novembro de 2016 17:14 disse...

Lendo seu depoimento a respeito de sua vida e o amor que tem pelos filhos me deixou muito feliz. Lembro de quando Sofia desencarnou e seu pai também. Vc é minha heroína ! Adoro quando você escreve e de saber que está bem e cercada de amor. Beijos!

Nelma on 9 de novembro de 2016 19:23 disse...

Irmã, vc é o máximo!! Com vc aprendi o quanto de doçura a gente acaba encontrando dentro de si com a maternidade... Vc se supera a cada dia! Seus quatro filhos, meus sobrinhos de alma e coração são maravilhosos, dois dos quais são meus afilhados... Sabe, Aline, quando eu crescer quero ser igual a vc, ter coragem pra tanto e tanto mais! Vc está plantando aquilo que mais tarde colherá...calor, ternura, acolhimento, devoção dessas crianças que olham pra vc, e mesmo tão pequeninas, identificam a heroína que vc é. Tenho orgulho em ser sua amiga, em estar ao seu lado,ainda que longe. Vc representa aquilo que a palavra mais linda significa: MÃE. Em O Livro dos Espíritos, Kardec pergunta ao Espírito Verdade a que se assemelha o incomensurável amor de Deus e ele responde que para o nosso entendimento, o amor que mais facilmente define o amor de Deus eh o amor de mãe. Vc faz lindamente o seu papel!!!!❤

Ana Bissoli on 10 de novembro de 2016 00:57 disse...

Amiga linda, que honra poder acompanhar sua dedicação, fruto de sonhos realizados! Ser mãe é exatamente isso, a vontade de arrancar os cabelos abafada por um belo sorriso ou um beijinho babado!!! Parabéns por ser a mãezona que é!

Mika on 12 de novembro de 2016 15:26 disse...

Adorei o texto, tenho apenas uma bebê e sei o quanto é cansativo e temos vontade de fugir as vezes mas so de ver eles e suas carinhas fofas ja desmoronamos e vemos que nenhum arrependimento cabe.

^^ Beijos
https://decidisermamae.blogspot.com.br

Postar um comentário

O que você acha?

 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez