sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Farmacinha para viagens

Postado por Letícia Murta às 00:30
Foi a primeira vez que fizemos uma viagem mais longa com Lola. Já fomos a outras mais curtas, mas desta vez passamos mais de uma semana em Itacaré, na Bahia (leia aqui dicas sobre o destino) . Ela pouco adoece. Teve um episódio de bronquiolite e outro de roséola infantil (neste teve três dias de 40 graus de febre e quase surtei). De toda forma, a gente sabe que crianças "gostam" de adoecer quando menos podem. Eu sempre fui daquelas que leva milhões de medicamentos até na bolsa. Em viagens, minha maletinha de remédios sempre esteve presente. E agora viajando com um bebê, não poderia ser diferente. 

Conversei com a pediatra dela antes e pedi uma listinha de possíveis medicamentos que poderíamos precisar. Quero deixar claro a importância de se consultar SEMPRE um pediatra antes de medicar um bebê ou criança. Somente ele pode dizer quais os medicamentos adequados.

Uma observação que julgo importante também. A pediatra da minha filha só liberou a entrada dela em piscinas coletivas após a vacina de hepatite A, realizada a partir de 1 ano. O problema é que a transmissão também ocorre através da ingestão de água (mesmo de piscina, mar e rios). Sei que muita gente não obedece e acha até bobagem. Mas eu sempre fui muito criteriosa quanto a esse assunto e costumo seguir as indicações da pediatra, sim. No caso de bebês ainda não vacinados, a melhor atitude é levar uma piscina pequena e deixar a água só para ele. Claro que eu poderia ir a uma farmácia em caso de necessidade. Mas, como eu disse, sempre foi meu jeito hipocondríaco de ser e com um bebê a responsabilidade aumenta mais ainda. Eu me senti mais segura assim. 

Vou compartilhar com vocês quais foram os medicamentos no meu kit, sem citar a marca ou o nome, apenas a função, apenas para dar um norte para quem está montando uma farmacinha, para que converse com o pediatra.

- Antialérgico para vias respiratórias
- Pomada antialérgica contra picadas de insetos
- Spray nasal
- Corticóide para casos de reações alérgicas sérias (este eu ando na bolsa dela)
-  Bombinha contra asma (ela já teve bronquiolite e precisou usar)
- Espaçador para bombinha
- Remédio contra febre (levei os três mais usuais, para o caso de febres que não reduzem)
-  Probióticos para o caso de diarreias
- Spray antibacteriano para machucados
- Algodão, micropore e band aid. 

Veja também dicas de como arrumar a mala

Booking.com

0 comentários :

Postar um comentário

O que você acha?

 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez