sábado, 22 de dezembro de 2012

Urgências e emergências na gravidez

Postado por Letícia Murta às 10:07

Hoje vou falar sobre a necessidade de ser precavida. Como sabem, criei este blog para me ajudar a passar o tempo, depois de uma ameaça de aborto, que me deixou de cama por um bom tempo. Pois bem, no momento em que notei o sangramento, não conseguia raciocinar. Eu só pensava que estava perdendo o meu bb e que precisava correr para algum hospital. Mas qual? Não conseguia me lembrar nem mesmo do nome de nenhum pronto-socorro. Entrei no carro com meu marido e pedi para me levar ao hospital da Unimed, de Contagem, o único que me lembrei, já que é ao lado do meu local de trabalho e, relativamente, perto de minha casa. Foi uma atitude realmente de desespero, pois todas as vezes que passei na porta desse hospital, a lotação era tão absurda, que mais parecia um hospital público. Lá chegando, fui informada pela atendente de que o local não tinha ginecologistas de plantão e que eu deveria ir até o hospital DIA da Unimed, no Grajaú. E assim fizemos.

A primeira patada que recebi foi da atendente que, mesmo me vendo aos prantos e com sangue entre as pernas, disse que eu deveria ter paciência de esperar, pois todas que estavam ali eram grávidas e, assim como eu, estavam lá por alguma urgência ou emergência. Engoli seco. E esperei, em oração. Chegou minha hora e a médica que me atendeu foi de uma frieza vergonhosa. Ela realizou o exame de toque, constatou o colo.do útero fechado e eu me aliviei, mas ela disse que com a quantidade de sangue saindo, se eu não tinha perdido o feto, estava perdendo. Assim, seca. Eu pedi um ultra. Pronto. Meu amor estava lá, agitado como sempre. Graça a Deus!!!

Meu médico me xingou, com razão, e me deu opção de duas maternidades para esses casos.

As lições que ficam e que eu quero passar para as grávidas que lerem este post:

-Tente não se desesperar, mesmo em casos de sangramento, pois pode não ser um aborto e o local para onde você vai é mais importante do que a velocidade com que você chega a um outro local que não serve.

-Deixe anotado e entregue para o seu marido, mãe, amigo, colega de trabalho, ou outra pessoa que pode ajudar em um caso crítico, o telefone do seu médico e o endereço do hospital que você escolheu.

-É importante verificar na maternidade que você tem simpatia se lá tem plantonistas no ultra. Faça isso com antecedência, antes de acontecer qualquer incidente com você.

- Deixe de maneira organizada, e visível, os exames do bb e o cartão do pré-natal. Isso vai ser útil se você precisar sair correndo, de repente.

- Mesmo em casos aparentemente normais, como gripes, febres, dores de cabeça, informe ao seu médico. Grávidas precisam de atenção especial.

É isso! Espero que ninguém precise correr para um hospital, las se precisar, tente manter a calma e deixe tudo preparadinho. Saúde para todos nós!

0 comentários :

Postar um comentário

O que você acha?

 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez