terça-feira, 5 de julho de 2016

Hora de desmamar

Postado por Letícia Murta às 21:08
Muita gente me pede dicas para desmamar o bebê. Acho isso tão delicado e pessoal, mas resolvi fazer um post com minhas considerações.
- Lola mamou leite materno até 1 ano e 8 meses e foi um processo longo.  Eu decidi parar porque eu já não queria mais. Por ela, teríamos continuado. Mas acredito que tem que ser bom para mãe e bebê e se uma das partes não quer mais, tem que acabar.
- Não cortei bruscamente.  Fui aos poucos,  bem lentamente.  Comecei a ensaiar esse desmame quando ela fez 1 ano. Comprei então sua primeira mamadeira. Ela odiou todas as fórmulas e jogava a mamadeira longe. Não aceitava mesmo. Coloquei alfarroba, baunilha e bati com fruta. Não adiantou.  Tentei dar na colher e igualmente foi recusado. O pai tentou, a avó tentou e tudo sem sucesso. 
- Diante disso, comecei apenas a espaçar mais as mamadas. O que era em livre demanda começou a ter hora. Não deixei mais que ela mamasse quando quisesse (e isso era um dos pontos que estava me incomodando).
- Passado uns quatro meses desse processo de limite, retirei a mamada das madrugadas. Eu estava completamente esgotada. Lola mamava a madrugada inteira e eu passei a sentir fraqueza.  Foi difícil demais e fiz um post contando os detalhes.
- Mais uns três meses e eu me senti totalmente pronta para retirar as duas últimas mamadas: após o almoço e às 6h da manhã.  Como ela já estava na escola, tirei a mamada após o almoço e foi fácil.  Apenas passei a dar o almoço mais tarde um pouco e em seguida já levava pra escola.  Ela almoçava 11h e tirava um cochilo pra ir à escolinha. Passei o almoço para 12h.
- Faltava uma única mamada e essa foi difícil.  Lola sentiu que chegava ao fim o seu mamá e deu uma regredida. Passou a me pedir durante o dia de uma forma meio dramática.  Eu então mudava a atividade,  tirava o foco e mantive a decisão.  Algumas vezes acabei deixando mamar de manhã porque eu tinha muito sono e isso significativa mais um tempo de cama. O processo durou  umas semanas.
- Não existe hora certa pra desmamar. Só você e seu bebê sabem. Nem mesmo o pediatra tem direito de opinar sobre isso.  A menos que seu pequeno apresente problemas reais de crescimento e peso e seja comprovadamente culpa do leite (o que é bem improvável), não aceite esse tipo de intromissão.  Muitos estudos comprovam os benefícios da amamentação.  A OMS recomenda que se amamente pelo menos até dois anos. Pelo menos!!! Pode amamentar quanto tempo quiser. O leite não vira água.  Não é mais a base da alimentação,  mas ainda assim fornece importantes nutrientes para a criança.
- A maioria dos bebês rejeita outros leites até desmamar. Fique tranquila que ele não vai passar fome. Na hora que notar que acabou o peito mesmo,  ele pega a mamadeira.
- Pelamor! Não coloca açúcar,  achocolatado e porcariada no leite para fazer o bebê aceitar a mamadeira.  Socorro!  Açúcar antes de dois anos é desaconselhável e depois disso deve ser bem regrado. Juízo!
- Evite perguntar o que as pessoas acham da amamentação.  Preguiça de palpite de sogra, cunhada,  vizinha e amiga que em nada ajudam e metem o bedelho nas tetas alheias. Se falarem que tá na hora de desmamar,  faz cara de alface e segue o barco.
- Pedagogicamente falando, não é legal passar coisas no seio para o bebê desmamar. Borra de café,  batom, própolis, babosa, pimenta (pasmem!)... coisas que deixam o seio com aparência feia ou gosto ruim. Todo esse tempo de amamentação deixará marcas positivas em seu filho e o fortalecerá afetivamente.  Finalizar a experiência de uma forma tão negativa não é uma boa ideia.  Mas eu entendo o desespero que bate. Eu caí nessa besteira e passei batom vermelho e falei que tava dodói. Ela ficou tão comovida.  Deu beijo, assoprou e fez carinho.  Meu coração cortou. Limpei, falei que sarou e deixei mamar. Repensei e não utilizei essa tática mais.
- Períodos de mudança não são os mais indicados para o desmame. Eu esperei Lola adaptar bem na escola antes de desmamar,  porque seria demais pra ela tanta coisa diferente.  Muita separação.  Dei um tempo mesmo...
- Uma vez que resolveu tirar o seio (seja radical ou aos poucos), não volte atrás.  Eles são espertos e se notarem que tem brecha, vão conseguir romper.
- O amor é a grande chave da jogada. Sempre!

Veja o vídeo


0 comentários :

Postar um comentário

O que você acha?

 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez