terça-feira, 15 de março de 2016

Animais de estimação e crianças

Postado por Letícia Murta às 17:10
Os benefícios de se ter um cachorro na infância são muitos. Os gatos também, mas como eu sempre tive cães, fico mais á vontade para falar sobre eles embora o que eu vá dizer sirva para a maioria dos animais de estimação. Já está comprovado cientificamente que a convivência com os peludos favorece o sistema imunológico, amplia a responsabilidade dos pequenos, ajuda com que tenham contato com os próprios sentimentos, acalenta em momentos de instabilidade e traz muitas alegrias para a casa. 

Toda criança merece um cachorro. Mas nem toda família deve ter um. Sim, cachorro é membro da família, é outro filho, gera despesas, dá trabalho, requer paciência, amor e cuidados. Não é toda pessoa que está disposta a isso e incluir um cachorro dentro de casa só porque acha que vai ser bom para a criança acaba não sendo bom pra ninguém. Um cachorro vive em média 12 anos. Chega filhote (na maioria das vezes) e mesmo tão fofinho, destrói metade dos móveis, suja a casa e chora de solidão. Depois ele cresce e alguns ficam mais preguiçosos e não querem tantas brincadeiras. Eles então envelhecem e precisam de cuidado redobrado. Podem ficar cegos, surdos, com problemas de locomoção. Os gastos com veterinário são altos. Alimentação e controle de pulgas e carrapatos também são caros. Para viajar, tem que planejar onde irão ficar. Eles precisam de atenção diária, passeios, brincadeiras, carinho e conforto. 

As crianças, dependendo da idade, podem até compartilhar algumas responsabilidades, e isso é ótimo. Mas o grosso dos cuidados é dos adultos. Não adianta esperar que a criança vá dar conta de tudo. Não vai!

Por que estou fazendo uma postagem tão pessimista sobre os cães, sendo eu uma amante assumida dos animais? Exatamente por amá-los tanto! É triste demais saber de tantos casos de abandono. O abandono, por si só, já é algo que dói nos bichos. Aquela ali é a família deles e mesmo quando são maltratados, eles gostam dos humanos com quem vivem. Então, mesmo quando são devidamente doados para novos tutores, eles sofrem. Esta é a hipótese boa. Muita gente abandona nas ruas achando que alguma alma caridosa vai salvar o pobre animal. Outros, divulgam para que alguém os jogue em um abrigo. O que você não sabe, colega, é que todos os abrigos, que são poucos, estão lotados e os animais sofrem muito por lá.

Por isso, pense muito antes de dar um animal para o seu filho. Não faça isso. Adquira um animal, sim, se este for o perfil de sua família, se você realmente gostar e cuidar, se este animal for inserido no contexto familiar. Ele não é um brinquedinho para o seu filho. É um ser vivo com sentimentos (e muitos!) e precisa ser tratado assim: um ser!

Se for o seu caso, tenho certeza de que serão muito felizes. Eu tenho aqui três cachorros: Raul, Nazaré e Elvis. Meus filhos! Amo e respeito muito. Respeito, inclusive, o fato de dois deles não serem muito chegados aos puxôes que uma bebê de 1 ano e 8 meses costuma dar. Estou sempre por perto, porque sei que mordidas são defesa e que, sim, pode acontecer. E se acontecer, não irei bater neles (nunca bato!), não irei doar, não irei odiar. Por isso, vigio e tomo cuidado. Amo minha filha e amo meus cachorros. Nem ela pode machucá-los e nem eles podem machucá-la. 

Sobre a convivência deles com ela, sempre existiu. Desde que chegou em casa da maternidade. No começo, eu só evitava que subissem na cama. Coloquei uma cancela na porta do quarto dela para que não entrassem. Mas no resto da casa ficaram como sempre foi: soltos. Os latidos eu até tentei, mas não consegui calar minha matilha. E Iolanda cresceu sem nunca acordar com um au-au. Pra ela, é um som normal. Medo de lambidas ou doenças nunca tive. Meus animais são muito bem tratados e a convivência com eles, como já falei, só favorece a imunidade. 

Enfim, somos muito felizes. Lola ama demais os nossos peludinhos e aqui em casa é lindo de ver a amizade dela com eles, em especial com o Raul, o seu amigãozão. Amor demais!

0 comentários :

Postar um comentário

O que você acha?

 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez