sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Colo é amor

Postado por Letícia Murta às 15:21
Durante a gravidez, a maioria de nós dedica boa parte do tempo às leituras sobre os cuidados com os recém nascidos. O que não faltam quando eles nascem são pessoas prontas para os famosos palpites, na tentativa de ajudar.
Apesar disso, nenhuma mãe escapa do sentimento de insegurança que surge na primeira crise de cólica do bebê. Por mais que se leia a respeito, mãe alguma está pronta para ver seu bebê chorar de dor sem saber bem o que fazer.
Mas logo descobrimos que quando não há mais como agir, o melhor a se fazer é aconchegar bem perto do coração, deixar sentir a nossa respiração e sussurrar no ouvidinho que "estamos ali". Aos poucos eles acalmam, se calam e adormecem.
Colo cura cólica e cura coisa até muito pior. Mas com o passar do tempo, o pequeno já não é tão pequeno e o colo começa a ficar regrado. Se procura a mãe na dor é chamado de mimado. A mãe também nem sempre tem paciência e quer que ele se vire, resolva sua dor de outra forma. Mas por quê? Até os adultos precisam do aconchego em muitos momentos da vida.
Não negue colo. Não negue amor. Filho tem sempre que encontrar lugar no peito da mãe. Não importa a idade que tenha. Nunca perca a sabedoria materna que te levou a acalentar. Carregue pela vida este aconchego.
Letícia Murta - blog Eu Curto Ser Mãe

0 comentários :

Postar um comentário

O que você acha?

 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez