segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Repelente em excesso pode fazer mal

Postado por Letícia Murta às 23:19
Além do medo real pela picada do mosquito Aedes Aegypti, tem o pavor tomando conta pelos boatos de riscos neurológicos em crianças com a infecção do Zyca Vírus. Os estudos ainda não são conclusivos e é necessário prevenir, mas o que pouco está sendo dito é que os repelentes não são tão inocentes. 

Em consulta com a pediatra de minha filha, questionei isso e ela disse que há riscos de intoxicação, hemorragia cerebral e descolamento de retina. Me orientou a usar até os dois anos apenas o Johnson loção anti mosquito ( a base de IR3535 permitido a partir de 6 meses) e mesmo assim no máximo 2 vezes ao dia, sem passar para dormir. 

Resolvi fazer um apanhado de informações* para compartilhar com vocês.

A maioria dos produtos é a base do D.E.E.T e 77% da substância é absorvida pela pele e vai para o fígado, podendo ocasionar lesões, segundo o diretor do Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ, Mário Alberto Cardoso Neto.
A Icaridina na concentração de 20 a 25% (Exposis) é o repelente de maior duração na pele: 10 horas e o mais indicado para grávida, mas não deve ser usado em crianças menores de dois anos.
Neste caso, aplique na roupa e deixe secar por 30 min. antes de vestir o pequeno. 

Segundo a presidente do Comitê de Dermatologia da Sociedade de Pediatria do Estado do RJ, Ana Mósca, de 0 a 6 meses nenhum repelente é aconselhável. Ela recomenda usar óleo infantil, para evitar que o mosquito identifique o cheiro e colocar telas em portas e janelas. 

De seis meses a dois anos, ela orienta a usar repelentes à base de termetrina ou IR3535 (Loção antimosquitos da Johnson).
De 2 a 7 anos, a concentração de D.E.E.T deve ser de 10% e usado no máximo 2 vezes ao dia.
De 7 a 12 anos ainda deve ser a fórmula infantil e pode ser us no máximo 3 vezes ao dia. 

Dicas:
→Qualquer repelente, mesmo os hipoalergênicos, podem causar alergias ou irritação na pele das crianças. Faça um teste em uma pequena área do corpo antes de utilizar.
→Repelentes em spray devem ser aplicados em ambientes abertos para evitar a inalação.
→Nunca borrife sobre a face.
→Não utilize sobre feridas, mucosas ou pele irritada. 
→ não passar na palma da mão para que não corra o risco de ir à boca.
(*Fontes retiradas de conteúdos do Terra e Pediatrio)

0 comentários :

Postar um comentário

O que você acha?

 

EU CURTO SER MÃE Copyright © 2009 Baby Shop is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez