Útero retrovertido, posso engravidar? - EU CURTO SER MÃE

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Útero retrovertido, posso engravidar?

É comum ver no universo das tentantes, aquelas que querem engravidar, um certo tom de preocupação quando se referem ao fato de terem útero retrovertido. Muitas colocam isso como um verdadeiro fator de infertilidade e atribuem ao útero retrovertido suas frustrações nas tentativas de engravidar. 

Vamos esclarecer que isto nada mais é do que a posição do útero, uma variação anatômica, onde cerca de 25% das mulheres possuem o útero voltado para a parte posterior, em direção ao ânus. Quando ouvimos que o útero é retrovertido, ou invertido, imaginamos de cabeça para baixo. E, como mostra a figura acima, é só a forma como ele se posiciona na angulação. 

A posição do útero, retrovertido ou normal, em nada influi na fertilidade ou mesmo na escolha da via de parto. Muitas mulheres pensam que não poderão ter parto normal, o que é outro grande mito. Em alguns casos, inclusive, o útero pode se voltar para a posição normal por causa do peso do bebê.

Algumas mulheres com esta condição, no entanto, apresentam maior índice de endometriose. O fato têm que ser investigado pelo ginecologista. Como em todos os casos, após um ano de tentativas sem sucesso deve se fazer uma investigação no casal. 

O útero retrovertido pode ser fixo ou móvel e em alguns casos causar certo desconforto nas relações sexuais. Relate ao seu médico, se for o caso, para que ele avalie o que está acontecendo de fato. Em alguns casos, pode haver algum problema maior que envolva a compressão de vasos sanguíneos ou mesmo a endometriose. Somente um médico para avaliar o quadro. 

Um dos truques que rondam o mundo das tentantes diz que em casos de útero retrovertidos o ideal é ter relações sexuais de bruços. Não há comprovação científica, mas fica a dica e aquele lema de que tentante tenta de tudo. Colocar um travesseiro para elevar o bumbum pode ajudar a ficar mais confortável. 

8 comentários:

  1. Letícia eu descobri que tenho o Útero (Retrovertido-Invertido) .
    A uns 3 anos porem fiquei com aquela interrogação na cabeça, pois perguntei ao meu medico do qual eu passava desde a adolescência e quem começou a cuidar da minha SOP e ele só respondeu que era algo que não iria prejudicar caso eu quisesse engravidar.
    Ou seja não esclareceu em nada a minha duvida .
    Agradeço a Deus ter te encontrado,pois pela 1° vez estou sabendo detalhadamente sobre o útero invertido.
    Obrigada :)

    ResponderExcluir
  2. Adorei a materia.
    Esclareceu minha duvida.
    Obrigada!!!! :)

    ResponderExcluir
  3. Tenho o Utero retrovertido e como conseqüência tenho cólicas insuportáveis desde a adolescência, então tomo pílula já faz uns 10 anos sem parar (o que não tenho mais dor porque o fluxo é quase inexistente). Se eu quiser ter filho tenho medo de parar a pílula e se não conseguir engravidar no primeiro mês, logo vira a menstruação e meu maior pavor seria a dor que tenho. Antes da pilula, tinha que ir no hospital em todo ciclo, porque nenhum remédio ajudava na dor. E agora, essa é a grande questão!?

    ResponderExcluir
  4. Kizzy, útero retrovertido não causa essa dor, não. Você já investigou endometriose?

    ResponderExcluir
  5. ola tenho utero retrovertido e a 3 anos tento engravidar e nao consigo,vou ao medico e ele diz q estou pronta para receber o feta mais nao consigo engravidar sera q e por causa do meu utero?

    ResponderExcluir
  6. adorei a matéria, mais de uns tempos pra cá depois que eu tive o Lucca andou acontecendo algumas coisas, fiz vários ultrassom,nos mesmo lugares e os médicos não colocam mais que o meu útero é retrovertido, acho que ele voltou pro lugar, como você disse na matéria,perguntei ao médicos da utra que disseram que ele era normal? estranho porque eu sempre tive exames relatando que eu tinha o útero assim , bjs e obrigada

    ResponderExcluir
  7. Tenho 39 anos e tenho utero virado tenho uma filha com 20 anos e tive mais filhos pq sera .quero ser mae de novo e nao consigo.mim ajude.

    ResponderExcluir

O que você acha?