EU CURTO SER MÃE

domingo, 5 de agosto de 2018

Como escolher um imóvel para a família?

22:54 0
Como escolher um imóvel para a família?
 Escolher um apartamento já é uma decisão difícil, imagina quando se tem filhos. Por isso, na hora de escolher um apartamento é necessário pesar todos os prós e contras, e optar por aquele que deixar toda a família mais tranquila. Um item necessário quando se tem criança em casa é a segurança. Apartamentos com garagens fechadas, porteiros e espaço interno são ideais para essas famílias. Além do básico, também é importante procurar condomínios que possuam uma área com parquinho para a criança, playground e até espaço de festas para os aniversários.

Outro ponto importante é quanto ao deslocamento da família, quanto mais próximo da escola e dos lugares mais frequentados pela família, mais fácil. O ideal é que exista, pelo menos, um hospital ou instituição médica próxima ao apartamento. Afinal, como as crianças costumam ficar doentes com facilidade, é preciso a garantia de um lugar para leva-la no caso de uma emergência de saúde. 

Outro segredo de como escolher um apartamento bom é entender que a vizinhança também é muito importante. Por isso, pesquise sobre o local, veja os índices de violência e visite a região em várias horas do dia. O ideal é morar em vizinhanças tranquilas, sem o tormento do som alto advindo de bares e casas de shows.

A tecnologia como aliada

Os aplicativos e sites se tornaram indispensáveis no nosso dia a dia. É por meio deles que realizamos serviços como pedir comida, solicitar transporte, contratar funcionários e até mesmo alugar um imóvel. Com as novas tecnologias, os usuários podem encontrar o imóvel que deseja em apenas um clique, sem precisar fazer várias visitas até escolher a melhor opção. Além dos sites das imobiliárias, há ainda a opção de aplicativos, onde é possível selecionar o bairro, números de cômodos, vagas de garagem, espaço gorumet e até mesmo o preço médio que deseja pagar.

Alguns aplicativos, como o LOC FÁCIL (somente para locação) permitem que o usuário agende uma visita, envie a documentação necessária, assinatura digital do contrato certificada e reconhecida judicialmente. Tudo sem sair de casa e sem burocracia.

Essas são algumas dicas que, se seguidas, podem ajudar e muito na hora  de buscar um imóvel para a família. Mantenha-se sempre bem informado e procure orientação de um consultor imobiliário, caso necessário, para evitar que o sonho do novo lar se transforme em dores de cabeça.

Ronaldo Starling, diretor da Ronaldo Starling Netimóveis

sexta-feira, 20 de julho de 2018

Uma festa no fundo do mar- Lola faz 4

19:04 0
Uma festa no fundo do mar- Lola faz 4

Lola fez quatro anos! Como o tempo passou voando!!!!  E como a gente aqui adora festa, teve uma comemoração super gostosa para celebrar a vida da minha menina.  Lola está na fase de amor às sereias e se apegou à Ariel, da Disney. Eu quis ampliar um pouco o tema para poder brincar mais na decoração e a festa ficou Sereia Lola no fundo do mar. A festa foi aqui em casa e eu mesma fiz a decoração, com a ajuda da tia Mariana, minha prima.  As fotos são da Oh Happy Day fotografia e vou mostrar todos os detalhes para vocês, contando sobre cada parceiro que foi fornecedor neste dia maravilhoso. 

Lola usou uma fantasia de Pequena Sereia em uma parte da festa. Na hora dos Parabéns ela usou um vestido da Ana Giovanna que é de babar! Recomendo muito a marca para as mães de meninas. Vocês vão se apaixonar pela maneira que os temas infantis ganham vida em modelos lindos de vestidos. 





Na fantasia, Lola usou tiara de sereia da Indiazinha Artes. A marca tem arranjos, brincos, tiaras e coroas feitas artesanalmente. Tudo muito lindo!


Lola usou brinco e correntinha de estrela do mar da Romannel. Deixo minha indicação para a Sheila, que vai ao cliente em BH ou envia pelo Correio no caso de outras cidades. Ela é maravilhosa, gente. Sério! Sigam e comprovem.


Mamãe também quer mostrar o look. Eu fiz uma enquete lá no Instagram para escolher como eu iria.  Entrei na cabine da Up Colors e me joguei. Cada peça mais linda que a outra.  Mas o modelo escolhido foi este:


Pra ficar fina na festinha, eu fui maquiada pela Lu Ituassú . Mãe corre de um lado para o outro, vocês sabem. E eu transpiro demais no rosto. Só que a Lu usa produtos de primeira e não teve um só borradinho na make durante a noite inteira. Ela usou um lápis verde nos olhos e um batom holográfico, que deram aquele toque de sereia. Na Lola, ela fez uma sombra bem clarinha e um batom também. Bem make de criança <3






Dito tudo sobre a nossa produção especial (hehehe), vamos aos detalhes decoração da festa e das delícias que servimos. Primeiro de tudo, quero contar sobre este painel. Eu demorei alguns bons dias para fazê-lo, mas achei o efeito incrível Prendi um varal de fio de nylon e fui amarrando tiras de TNT azul claro, escuro e branco, fitilhos nas mesmas cores e também verde-água, e as pérolas, que minha amiga Antonela providenciou. Preguei o TNT na parede para dar esse efeito aquático e o varal foi colocado por cima. 




Uma mesa linda e uma mãe que baba na cria <3


O bolo cenográfico é da Eu Quero Festa Decoração. De lá também vieram as caudas de sereia (luminária de LED e o trio de madeira), a sereia e o cavalo-marinho de madeira. Esta loja  é cheia de mimos para os mais diversos temas, é de apaixonar. O melhor é que cabem no orçamento, pois é você quem define o que vai compor a sua decoração.

Os docinhos e bombons em formato de concha são da Cacau Carol, nossa parceira há anos. Ela trabalha com ótimos ingredientes para oferecer o melhor em doces, chocolates e bolos.  

A flor de suspiro é da Delicadoce. Além de lindas, são super saborosas. Foi um sucesso! 

Este ano, optamos por servir bolo no pote e, vou confessar, acho que será sempre assim. É muito mais prático, Mas muito mesmo! Quem não quer comer na festa, leva pra casa com muito mais higiene (tenho pavor daqueles pratinhos com doce pra levar pra casa. Sempre sujo o carro e a roupa...). 

As tags em cima dos docinhos são da Kika Papéis e deram um charme para a decoração. 

Conchas e baús de acrílico são da Rio Mais Brindes. De lá também vieram os baldinhos que preenchi com guloseimas e dei de lembrancinhas. 

Comprei rede de pesca e estrelas do mar de resina e a fantasia de pequena sereia para a Lola no Mercado Livre. 

Nesta rede, prendi as estrelas de resina e uma sereia maravilhosa de crochê










Eu quis dar um super toque "mamãe decora" e passei dias buscando ideias no Pinterest. Abaixo, algumas das minhas criações :-)

Para as fofas tartaruguinhas saindo dos ovos eu coloquei amendoim moído (paçoca, mas sem açúcar) em uma moldura provençal de porta-retratos. Os ovos são de galinha e as tartarugas são Tortuguitas de brigadeiro


Eu tinha uma maletinha de madeira que forrei com papel crepom para dar volume e coloquei conchas, comprei fio de pérola e espalhei algumas moedas de chocolate.


Este foi a criação que achei mais fofa! Comprei Um baleiro grande de acrílico, coloquei areia, conchas verdadeiras, um dos baús de acrílico, uma boneca sereia baby (que veio junto com a que está ao lado dos bolos no pote- e custou menos de 2 reais).


Coloquei um beijinho dentro da concha.


Os baús de acrílico foram forrados com papel crepom marrom, para dar volume, e coloquei duas moedas de chocolate em cada.


Nas mesas dos convidados eu coloquei uma taça de sobremesa com bala delícia no papel crepom azul escuro e claro e por cima a concha ou o baú de acrílico.


 Prendi a rede na lateral da mesa com fita adesiva transparente e coloquei conchas por cima para esconder a fita. Deixei ela caída, simulando um arrastão, com as estrelas de resina e a sereia amigurumi, que amarrei com fio de nylon.


Os bolos no pote ficaram posicionados em uma escadinha de MDF que eu já tinha e coloquei a sereia que veio com a pequena, que ficou no aquário. 


Com lanternas japonesas e fitilhos coloridos, criei águas-vivas 



Como sempre, separo uma mesinha saudável para as crianças. Neste ano coloquei frutinhas picadas (goiaba, melão e mexerica, biscotinhos de nata e polvilho,  chup-chup e suco de uva integral.Fiz pipoca gourmet de leite Ninho (hummmm) e também pipoca salgada.





Para os adultos, meu marido fez caldo de canjiquinha e de mandioca. Além disso, encomendamos salgadinhos da Erci e preciso compartilhar esse super achado com vocês, Ela vende o cento de salgados por R$ 40. Os salgados são maravilhosos. Muito, muito muito!!!! Vou deixar lá no fim do texto o telefone dela junto com os demais fornecedores.

Como eu faço as festas na minha casa mesmo, sempre coloco atrativos para as crianças. Desta vez, tivemos piscina de bolinhas, cama elástica, escorregador e gangorra. Tudo da Simone, que também vou deixar o telefone na listinha abaixo. Recomendo demais! Super pontual, prestativa, pega os brinquedos só no dia seguinte Os brinquedos são bem conservados e seguros. Além disso, coloquei uma cabaninha da Lola e brinquedos como bambolê, corda e boliche. 




O ponto alto da festa foi a chegada da Ariel, da Encanto e Magia. Nós já conhecíamos, pois Anna e Elsa vieram no aniversário de  anos. Mas não tem como não se emocionar com a chegada do personagem. As crianças ficam maravilhadas e os adultos, se deliciam. 
Além do show, onde a aniversariante participa e vivencia um sonho, a Ariel ficou para brincar com as crianças. Foi uma farra!




Agradeço a todos os parceiros por estarem presentes em mais um ano de comemoração. Vocês fazem toda diferença para a realização dos nossos sonhos!



Fornecedores(Belo Horizonte)
* Quem entrar em contato com os nosso parceiros, conta que viu a indicação aqui <3

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Terapia do abraço contra birras

14:06 0
Terapia do abraço contra birras

Vocês conhecem a terapia do abraço? Eu já tinha lido a respeito, mas foi a amiga Priscila Laktin que um dia comentou em um post meu sobre birras que me motivou a colocar mais em prática.
Não é sempre que consigo (confesso!), nem sempre Lola aceita também. Mas muitas vezes tem resolvido em crises de birra e em um problema que temos: ela rói as unhas. Então, fizemos o combinado que sempre que ela tiver vontade de roer unhas deve me pedir um abraço. E ela pede muitas vezes 
No momento da crise de birra eu não vou ser hipócrita de dizer que sempre me controlo. Tem hora que estresso e muito. Acabo gritando e isso gera uma tensão enorme, porque ela imediatamente fica ainda mais irritada. Não é fácil.... Mas nas vezes que consigo colocar em prática eu noto que ela se acalma bastante.
Abraçar fortalece o vínculo entre os pais e seus filhos e potencializa o sentimento de união e compreensão, acalma e transmite tranquilidade para as crianças, além de fortalecer a autoestima.
Ontem, a professora dela me contou que um coleguinha estava especialmente irritado e nervoso. Foi quando Lola chegou e disse: você quer um abraço? O coleguinha aceitou e se acalmou.
Quando ouvi esse relato fiquei profundamente emocionada e tocada. As crianças repetem tudo que vivenciam. Que lindo saber que minha Lola percebeu que o amor é um caminho

sexta-feira, 22 de junho de 2018

BH Shopping produz fertilizante a partir do lixo gerado pela praça de alimentação

14:23 0
BH Shopping  produz fertilizante a partir do lixo gerado pela praça de alimentação

Nós aqui em casa buscamos sempre ser sustentáveis. Eu me preocupo muito em gerar menos danos à natureza e em passar isso para a Lola.  Vocês imaginam que 1,3 bilhão de toneladas de alimentos são desperdiçadas anualmente no mundo, o equivalente a 30% dos alimentos produzidos para consumo humano. O desperdício de alimentos atinge um terço de toda comida produzida no mundo.
O BH Shopping possui um projeto que tem como meta reaproveitar o lixo gerado pela Praça de Alimentação  para a produção de fertilizante orgânico. Batizado de BH Eco Shopping e realizado em parceria com as empresas Locavia (gestão de resíduos) e a BioIdeias (empresa de biotecnologia), a iniciativa comemora quatro anos com a redução de cerca de 195 toneladas de resíduos orgânicos. “Anteriormente tínhamos uma iniciativa para o descarte correto do lixo, mas nossa meta era obter uma operação que pudesse contribuir de fato com o meio ambiente e com a sociedade. Nossos resultados mostram que estamos no caminho certo”, afirma Sergio Giacomelli, gerente de Operações do mall.
Se no primeiro ano o projeto reduziu 25,7 toneladas, somente no primeiro trimestre de 2018 ele já alcançou esse valor. No segundo ano, o crescimento do volume foi de 126%, totalizando mais de 58 toneladas reduzidas. Em 2017 o resultado foi ainda mais positivo com uma redução de 86,5 toneladas no ano, 49% a mais que no ano anterior e 236% a mais que no primeiro ano do projeto. Atualmente representa uma redução mensal de 8,7 toneladas/mês e a expectativa é chegar a 10 toneladas/mês nos próximos dois anos.
Processo rápido e inodoro
A matéria-prima usada para a produção do fertilizante orgânico é o resíduo de alimento gerado na Praça de Alimentação e também resíduo verde (proveniente de plantas que seriam descartadas). O material, coletado diariamente, passa por uma primeira triagem feita pela equipe de limpeza do empreendimento e é encaminhado para a Unidade Compacta de Tratamento de Resíduos (UCTR), localizada no shopping. Neste local, é feita uma segunda triagem, ou seja, a separação do alimento dos demais resíduos.
Todo o material é pesado de 100 em 100 quilos e colocado em uma esteira com serragem. Giacomelli explica que, depois disso, o material é direcionado, via esteira, para um equipamento chamado Bio Reator, onde “a mágica acontece”. “As enzimas criadas pela BioIdeias são inseridas no processo e são as responsáveis pela aceleração da decomposição”. O método, que é praticamente inodor em função das enzimas, dura aproximadamente 45 minutos. Após isso, o fertilizante orgânico está quase pronto: basta retirar o material e deixar descansar por cerca de quatro dias. Em seguida, tudo é triturado e, depois de mais três dias, já pode ser utilizado.

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Neve em BH

19:42 0
Neve em BH


Tem neve em BH? Tem!!!!  Mas corre que é por tempo limitado. Até o dia 18 de agosto, o Alaska Neve está na capital mineira trazendo muita diversão. Nós fomos conferir e amamos! São 100 metros quadrados com temperatura de 15 graus abaixo de zero no estacionamento do Minas Shopping. 

Crianças e adultos podem se divertir criando os clássicos bonecos de neve, “anjinhos”, batalhas com bolas de neve, além de deslizar em escorregador congelado. O local é decorado com boneco de neve, trenó, pinheiros e outros elementos para ambientar. Tem uma hora que começa a nevasca e Lola foi ao delírio! Ela achou aquilo a coisa mais legal do mundo. Foi lindo ver a carinha dela. E é neve mesmo! De verdade! Caem os floquinhos na gente. É muito legal.



Entram 70 pessoas por vez e ficam por 30 minutos. Nós demoramos na fila uma hora (o tempo de entrar duas turmas). Os ingressos incluem empréstimo de jaqueta térmica (com tamanhos específicos para adultos e crianças), luvas térmicas. Recomendo que vá de calça e sapato fechado (fomos de bota). Crianças de até 3 anos e 11 meses não pagam. Os ingressos custam a partir de R$ 30 com venda no Sympla  (https://www.sympla.com.br/alaskaneve )






* Passeio feito à convite dos organizadores do evento

Serviço: 
Alaska Neve 
Data: de 18 de maio até 18 de agosto
Horário: de segunda-feira a domingo, das 13h às 21h
Local: Estacionamento G2 do Minas Shopping - avenida Cristiano Machado, 4000 – União – Belo Horizonte (MG)
Preço: a partir de R$ 30 – crianças até 3 anos e 11 meses não pagam

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Ciclo de Palestras para Pais 2018

14:47 0
Ciclo de Palestras para Pais 2018

A manutenção da boa saúde exige uma série de cuidados e ações preventivas. Para conquistar essa condição, o homem precisa ter harmonia na mente, corpo e emoções. E uma modalidade médica pouco conhecida contribui para esse feito, a medicina ampliada pela Antroposofia. "O objetivo é levar a compreensão do ser humano como um ser em transformação e suas necessidades em cada fase de vida. Além de auxiliar pais e educadores a compreenderem as demandas de cada faixa etária em um momento que há um aumento nos casos de depressão, automutilação, tentativas frustradas ou autoextermínio em idades cada vez mais jovens", explicou a clínica geral Danielli Ferraz, com formação em medicina ampliada pela Antroposofia.

A especialidade surgiu na Europa central, por volta de 1920, a partir da iniciativa da médica Ita Wegman, tendo como base os conhecimentos da Antroposofia, desenvolvida pelo filósofo Rudolf Steiner. “Antropos = homem; Sophia = sabedoria”, explicou a médica. Segundo ela, esta é uma maneira de cuidar do ser humano entendendo-o como um ser em desenvolvimento físico-anímico e espiritual, que interage com mundo ao ser redor, modificando-o e sendo modificado por ele.

A médica também esclarece que a medicina ampliada pela Antroposofia pode ser aplicada conjuntamente a qualquer especialidade médica, uma vez que busca enxergar o ser humano e seus processos por trás de cada doença, como a sua história de vida, traumas, humor, modo de reagir às situações da vida, entre outros. "O uso da antroposofia é indicado em qualquer faixa etária e condição de doença física ou emocional, e até mesmo para pessoas que queiram manter-se saudáveis. O resultado é que o ser humano tratado encontre seu equilíbrio em seu âmbito físico, emocional e mental”, ressaltou.

Pensando nisso, a especialista elaborou um ciclo de palestras para atender à demanda atual de pais que buscam orientação na educação de seus filhos. Confira as datas e os temas abordados nas palestras:
• 28/05: A educação sobre 4 pontos de vista;
• 20/06: Os primeiros sete anos de vida - O mundo é bom?
• 25/07: A ordem de nascimento dos filhos - Existe diferença em ser primeiro, segundo, terceiro ou demais filho?
• 22/08: Dos sete aos quatorze anos de vida - O mundo é belo?
• 19/09: Os temperamentos - A pessoa terra, água, ar e fogo;
• 24/10: Ritmo, sono, limite e tecnologias: como interferem na saúde da criança?
• 12/11: Os doze sentidos - Qual a relação do número 12 com a criança, com o ser humano?
• 05/12: O jovem de 14 a 21 anos - O mundo verdadeiro?

Serviço:
As palestras começam em Maio e terminam em dezembro, sempre uma vez por mês, durante a semana em horário noturno, com duração de 90 minutos acrescidos de 15 minutos finais reservados à perguntas. O local é na Rua Montes Claros, 1429 - Sion. Informações e inscrições pelo: (31) 98554-2129 (whatsapp).

terça-feira, 15 de maio de 2018

Elaine, mãe da Luíza

22:08 0
Elaine, mãe da Luíza
A Elaine Lourença de Almeida, mãe da Luíza de 11 meses, dividiu conosco sua história de maternidade. Se você também quer compartilhar sua história, contar algum caso ou dar uma dica envie para eucurtosermae@gmail.com que irei publicar com prazer.




Meu nome é Elaine e sigo você nas redes sociais. Gosto demais do seu trabalho e você me ajudou muito com sua história. Quando descobri você vi que não estou só. Já vi seus videos mais de 20 vezes e aprendo muito com eles. Através da sua história puder ver que apesar de me culpar, não estou sozinha nesse universo da trombofilia. 

Vou dividir um pouco da minha história com você,  pois sei que vai entender. Eu morava em Belo Horizonte e resolvi me mudar para São Paulo por ter perdido minha mãe e precisava ficar perto dos irmãos. Minha empresa então me transferiu e quando cheguei aqui eu conheci meu marido. Ele me disse que não poderia ser pai é meu sonho sempre foi ser mãe. Ele havia saído de um casamento de seis anos por não ter filhos. Mas, sabe, eu não me entristeci, nem fiquei preocupada.

Antes de casarmos ele procurou um médico que disse que ele precisaria operar devido a varicocele.. Nos casamos em novembro de 2016 e fomos para a Argentina e quando voltei estava grávida. Foi um grande susto é uma alegria imensa. Tive um pequeno descolamento de placenta, mas que rapidamente foi resolvido com uso de hormônios. 

A gravidez transcorreu bem sem nenhuma complicação até a ultrassonografia que fiz com 29 semanas. A ultrassonografista disse que a bebê estava um pouco abaixo do peso. 
Fui na minha médica que disse que estava tudo certo e normal e que eu não tinha motivos para preocupar. Eu pedia a ela para que me afastasse do trabalho por ter que dirigir muito para chegar e eu passava muito nervoso lá.. Ela dizia que não podia e que eu estava bem. 

Eu sentia dores muito fortes na lombar e também foi ignorado. Na próxima consulta eu disse a ela que a minha filha não mexia quase nada e ela me examinou e disse que eu estava muito bem. Fui pra casa muito mal ..como se algo me dissesse que não estava nada bem. 

Então eu faltava muito do trabalho, pois trabalhava muito longe. Por duas vezes fui no pronto atendimento da PUC que aqui é hospital. E eles disseram que eu estava bem.
Sabe, eu já não sabia mais o que fazer e onde ir, pois não conheço muito bem a região.

Num final de semana eu tive um sonho muito estranho. Sonhei que eu precisava aprender a ouvir a voz do meu coração. Passei o final de semana muito triste porque a Luíza não mexia. Na segunda feira marquei uma ultrassonografia e por sorte tinha uma vaga para as 15:40 da tarde.Fui então sozinha fazer a ultrassonografia. 

Cheguei lá e o médico me disse: o que te traz aqui? Então eu disse: então me disseram que a minha bebê é pequena pra idade gestacional e e ela também não mexe quase nada. Queria saber como ela está.Então ele fez o exame e disse que ela era realmente muito pequena, pois eu já estava com quase 34 semanas e ela tinha apenas 1600 e não mexia por falta de e energia.

Me perguntou quando seria a próxima consulta e eu disse que seria na quarta e ele me disse que ela não sobreviveria até no próximo dia. Mas que ela teria que nascer naquela hora. Me pediu para esperar lá fora enquanto falava com minha médica. Eu quase morri, perdi o chão e entrei em desespero.

O médico ligou para meu marido e pediu para ele ir me buscar e me levar para a maternidade, pois eu não tinha condições de dirigir. Meu marido chegou e fomos direto para o hospital, pois a medica e toda equipe já estavam me esperando.Chegamos no hospital e rapidamente foi feito o parto. A Luiza nasceu 17h37. Nasceu parada e teve que ser reanimada. A médica disse que não sabia se ela sobreviveria, pois estava muito grave e pesava só 1350 .

Eu não tinha liquido e ela estava morrendo. Ela ficou 38 dias na UTI. Com 34 dias me deram o diagnóstico de paralisia cerebral. Hoje ela está viva e aqui comigo graças a Deus. Mas não tem um dia que não sofro pelo que passei e pelo que ela sofreu e ainda sofre.
Eu me culpo todos os dias por ela ter sequelas. Por eu não ter feito a ultrassonografia por minha conta antes.

Hoje ela faz fisioterapia e tanta coisa...Penso que tudo poderia ter sido diferente e evitado. 
Mas não fui esperta o suficiente para entender os sinais.Eu tive trombose na placenta, mas meus exames vieram negativo para trombofilia.
Em julho tenho uma consulta com Dr Domingos. Porque não pode ter sido o nervosismo que passei. Me culpo por isso também. Obrigada por criar seu canal. Um grande abraço
Elaine

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Alice no País das Maravilhas em BH

16:29 0
Alice no País das Maravilhas em BH


Em 2018 a Copas Produções traz a montagem de um dos maiores clássicos infantis de todos os tempos: “Alice no País das Maravilhas”, baseada na obra original de Lewis Carroll, escrita em 1865. Sem perder a essência da história da menina que se vê no dilema de crescer ou permanecer criança, o musical usa e abusa do mundo do circo para colorir ainda mais essa aventura. Em cena, onze atores cantam, dançam, sapateiam, fazem malabarismo, sobem em pernas de pau, tecido e trapézio, tudo para te encantar! Isso sem contar os efeitos visuais de iluminação, trilha sonora original, cenários grandiosos e figurinos elaborados. Desde 2012, a Copasestreia um espetáculo por ano que é escolhido por meio de uma votação feita entre instituições de ensino e pelo público que acompanha os espetáculos da produtora. “Alice” foi o tema escolhido entre outras várias histórias sugeridas. 
E se esse País maravilhoso fosse um circo e todos os personagens se apresentassem como em um grande show circense? É isso que você vai assistir na nova montagem da Copas Produções, “Alice no País das Maravilhas”. “Chegou a hora de contarmos da nossa maneira um dos maiores clássicos infantis de todos os tempos”, dá início Diego Benicá, que assina o texto e direção do espetáculo. “Muitas versões de Alice já foram feitas, não queríamos contar essa história apenas sob os olhos do autor Lewis Carroll nem através de versões já tão conhecidas”, explica. 
Nascido no interior, Diego via nos circos que chegavam a sua pacata cidade natal uma forma de acesso àquele mundo fantástico. “O circo era o meu País das Maravilhas, pois era um dos poucos acessos a arte que eu tinha. Debaixo daquela lona era o momento de fazer uma viagem por um lugar maravilhoso, cheio de risos, suspense, aventura e drama”, conta. Essa visita por esse país surpreendente fez com que o diretor se apaixonasse por esse clássico, talvez nem tanto pela história que contava, mas pelo simples convite para conhecer um lugar fantástico: “Foi o título dessa história que sempre me chamou muita atenção: uma menina visitando um local extraordinário. Podia ser o nome de qualquer criança, o meu, o seu, assim como esse lugar pode ser tantos outros.  Como já disse, o meu País das Maravilhas sempre foi o circo e através dele eu quis contar esse clássico usando personagens circenses tradicionais: o palhaço, o equilibrista, a bailarina, o domador, o mágico, o trapezista, o malabarista, o apresentador, o acrobata, a mulher barbada e o atirador de facas”, explica. 
            Foram anos com esse projeto na cabeça, tempo de pesquisa, ler e reler as várias versões do clássico e assistir às diversas adaptações para o cinema. Em 2018 chegou a hora de colocar o sonho em prática. “O mais bacana de tudo foi perceber como a estrutura da história se assemelha com uma apresentação circense”, explica Benicá. “Por se tratar de um sonho da menina, nada faz muito sentido e seus encontros com os personagens são rápidos e conclusivos: são várias histórias dentro de uma história, como no circo! Os vários números se transformam em um grande show”, explica. Diego enfatiza que todos os personagens do livro são representados no espetáculo e seus diálogos são baseados na obra original do autor. “Os apaixonados pelo livro vão perceber como os detalhes da obra de Carroll foram mantidos e se deliciar com essa nova maneira de contar o clássico”, finaliza.
A trilha sonora feita para “Alice no País das Maravilhas” é o oitavo trabalho do compositor Leo Mendonza para crianças. Sua inspiração para a versão circense da história de Lewis Carroll veio da anarquia sonora dos desenhos animados dos anos 1940 e 1950. Também serviram de inspiração musicais clássicos como “Annie” e “Chorus Line”, onde o coro tem papel de destaque, a obra de Chico Buarque e as canções francesas.
SINOPSE
O apresentador do circo, um coelho branco, está atrasado para começar o espetáculo e antes mesmo de iniciar a apresentação dos personagens é interrompido com a chegada de uma menina, Alice. Determinada a tirar proveito da situação, ela inicia uma expedição no lugar que lhe rende experiências tão inusitadas quanto encolher e esticar, conversar com dois irmãos acrobatas, ver um bebê se transformar em um porco, desviar das facas afiadas da atiradora de facas, encontrar-se com um gato malabarista, tomar chá com os palhaços Chapeleiro Maluco e a Lebre de Março, receber conselhos de uma lagarta aérea e se encontrar com uma Rainha domadora que não suporta ser contrariada, punindo todos com um sonoro “Cortem a cabeça!”.
A PRODUTORA

Copas Produções Artísticas foi criada em maio de 2010 pelo empresário Diego Benicá para atender, exclusivamente, ao segmento artístico e suas demandas no que diz respeito a trabalhos de assessoria de imprensa e produção, com ênfase no teatro para crianças. Oferecendo serviços de qualidade, a Copas se apresenta como uma importante empresa para disseminação da cultura na capital mineira. Entre os espetáculos produzidos pela produtora está o infantil “Pluft! O Fantasminha” – musical com 10 indicações ao prêmio Usiminas Sinparc e vencedor nos quesitos melhor trilha sonora, figurino, atriz coadjuvante e melhor espetáculo infantil de 2013. Entre outros títulos então: “A Bruxinha que era Boa”, “ A Bela e a Fera”, “ O Rei Leão”, “ O Pequeno Príncipe”, “Os Saltimbancos” e “As Histórias das Princesas e seus Príncipes”.

FICHA TÉCNICA

Produção: Copas Produções | Texto adaptado: Diego Benicá | Direção, cenário e figurino: Diego Benicá | Iluminação: Walisson Rodrigues | Trilha original e preparação vocal: Leo Mendonza | Assistente de direção: Marina Clara | Elenco: Bernard Bravo, Bernardo Rocha, Bianca Tocafundo, Efigênia Maria, Fernanda Hallais, Gabriela de Paula, Ítalo Mendes, Paulo Vitor, Rafael Ventura, Serge Waick e Thaís Coimbra | Coreografias: Douglas Gonzales | Adereços: Paulo Viana | Maquiagem: Thaís Coimbra | Preparador físico e montagem circense: Thiago Jole | Confecção de figurinos:Márcia Correa – Costurante Arte | Confecção de cenário: Felício Alves e Paulo Viana – Companhia Cenográfica | Confecção de cenários virtuais:Thyala Serena – Serena Vídeo Mapping | Técnicos responsáveis: Wallinson Rodrigues e Reginaldo Oliveira| Assessoria de Imprensa: Copas | Fotos e programação visual: Daniel Augusto

SERVIÇO

ESTREIA:
12 de maio (sábado) às 17h
Grande Teatro do Cine Brasil Vallourec (Av. Amazonas, 315 - Centro, Belo Horizonte)

TEMPORADA:
19 de maio a 29 de julho – Sábado e domingo às 16h (exceto dias 17/6, 14/7 e 15/7)
Teatro Alterosa (Av. Assis Chateaubriand, 499 - Floresta, Belo Horizonte)

INGRESSOS:
R$ 50 inteira | R$ 25 meia | R$ 22 Sinparc
Crianças de todas as idades pagam ingresso

BILHETERIA CINE BRASIL: 
Funcionamento de segunda a sábado das 11h às 21h e domingo das 11h às 19h

BILHETERIA ALTEROSA: 
A bilheteria do teatro abre 1 (uma) hora antes do evento

POSTO SINPARC: 
Biblioteca Pública (Praça da Liberdade, 21 – Funcionários)
Quarta a sexta das 13h às 18h, sábado e domingo das 10h às 14h (3272-7487)

INGRESSOS ONLINE:

INFORMAÇÕES:
31. 2516.6911